Alvinegro pressionou até os instantes finais, mas não conseguiu o terceiro gol – (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

 

Nesta quarta-feira (12), o Corinthians derrotou o Guaraní-PAR por 2 a 1, na Arena Corinthians, mas acabou eliminado da Conmebol Libertadores por conta do gol sofrido dentro de casa. Os gols do Corinthians foram marcados por Luan e Boselli.

 

Primeiro tempo

 

Aos 5 minutos, a primeira finalização a gol do Timão saiu dos pés de Pedrinho, que aproveitou rebote e bateu à direita do gol.

Aos 8 minutos , Luan recebeu pela direita, passou pela marcação e bateu colocado, de esquerda, para abrir o placar para o Alvinegro na Arena Corinthians.

O Corinthians seguiu pressionando e, com 22 minutos, Pedrinho fez boa jogada pela direita e achou Love na área. O camisa 9 dominou de peito, girou, mas foi travado na hora do chute. No minuto seguinte, Cantillo recebeu na intermediária e achou Love na área. O atacante passou pela marcação e bateu, mas o goleiro paraguaio defendeu.

Pouco depois, o árbitro Nestor Pitana marcou falta do meia Pedrinho, deu o segundo cartão amarelo e acabou expulsando o camisa 10 do Timão.

Na sequência, Fagner recebeu na linha de fundo e cruzou, mas a bola passou por Boselli, Love e Sidcley, que não conseguiram alcançar. Aos 31 minutos, a Fiel explodiu mais uma vez em Itaquera. Luan lançou Love na área, o atacante tirou a marcação e cruzou rasteiro para Boselli bater de primeira e ampliar o placar para o Timão.

Antes do fim da primeira etapa de jogo, Fagner cruzou na medida e Love cabeceou em cima do goleiro do Guaraní, que fez a defesa.

 

Segundo tempo

 

O Guaraní diminuiu o placar logo no início do segundo tempo, em cobrança de falta de Fernando Fernández. Aos 16 minutos, Boselli aproveitou sobra de bola na área, tocou por cima do goleiro e a bola bateu no travessão, no rebote Love ainda tentou a finalização e o zagueiro salvou em cima da linha, mas a arbitragem anotou impedimento na origem do lance.

Em seguida, Lucas Piton entrou no lugar de Sidcley. Aos 19, Luan cobrou falta na entrada da área e a bola passou tirando tinta da trave do goleiro Servio. O técnico Tiago Nunes colocou Gustavo no lugar de Vagner Love.

Com 30 no marcador, Gustavo aproveitou sobra na área, tentou driblar o goleiro e bateu, para defesa do arqueiro paraguaio. A arbitragem, porém, marcou impedimento do atacante alvinegro.

O Alvinegro pressionou até os instantes finais, mas não conseguiu o terceiro gol e acabou se despedindo da competição nesta segunda fase.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here