O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Exército Brasileiro concluíram o trecho restante – (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o diretor-geral do DNIT, General Santos Filho, participam, nesta sexta-feira (14), da inauguração da pavimentação dos últimos 51 Km da BR-163/PA que faltavam para ligar, definitivamente, o estado do Mato Grosso aos portos de Miritituba/PA. A pavimentação do trecho é aguardada pelo setor produtivo, por moradores da região e por transportadores de cargas há mais de 40 anos.

A cerimônia ocorre no Km 102, o chamado “Marco Zero” da rodovia, onde se encontraram, em 1970, o 8º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército, que tocou a obra a partir de Santarém (PA), e o 9º Batalhão, responsável pelo trecho a partir de Cuiabá (MT). Além do asfaltamento, também foi realizada pelo DNIT e pelo Exército Brasileiro a manutenção em 1.300 km na rodovia, entre os dois estados.

Dessa forma, a BR-163/PA, iniciada na década de 1970, está completamente asfaltada entre Sinop (MT) e Miritituba (PA). O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Exército Brasileiro concluíram as obras em 51 km entre Moraes Almeida (PA) e Novo Progresso (PA), trecho que faltava para interligar, definitivamente, os dois estados.

A obra significa a garantia de escoamento da safra de grãos que sai do centro do país, sobretudo do estado do Mato Grosso, até os portos do Pará, com destaque para Miritituba. A rodovia garante ainda mais segurança para os caminhoneiros, que, até então, passavam dias em atoleiros no trecho crítico em questão, principalmente na época de chuvas.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Em breve haverá uma concessão para uma ferrovia ligando tambem o nortão de MT aos portos do Pará. Rondonopolis, com seus prefeitinhos socialistas de currutela, entrará em franca decadencia, perdendo todos os investimentos para o norte do estado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here