Área comprada de 50 hetares fica entre a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) e o Parque de Exposições. Círculo mostra região reservada para o CPA

 

A Prefeitura Municipal está com o propósito de construir na cidade o Centro Político Administrativo de Rondonópolis (CPAR). O projeto já existe e uma área de 50 hetares entre a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) e o Parque de Exposições foi adquirida para a execução da proposta que deverá ser consolidada em médio e longo prazo. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Habitação, Paulo José Correia.

“Toda a parte de projeto já foi concluída e o Município adquiriu 40 hectares da área por um bom preço, negociado com o empresário Áureo Cândido. Os outros 10 hetares foram repassados ao poder público como forma de compensação, devido a outro empreendimento habitacional que será construído próximo ao CPAR. No total, teremos 50 hectares para o projeto, que é grandioso e importante tal qual o tamanho de Rondonópolis”, disse Paulo José.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

Ele explica que, dentro dos seis meses próximos, será aberta uma avenida dupla com 40 metros de largura, ligando o Anel Viário à Avenida 183, próximo ao Residencial Alfredo de Castro. Também será construída outra avenida dupla com saída da Avenida dos Estudantes, ligando à avenida que partirá do Anel Viário e seguirá ao Alfredo de Castro. A via que parte da Avenida dos Estudantes será construída pela iniciativa privada como forma de compensação por empresas de empreendimentos habitacionais na cidade, revelou.

Segundo o secretário, nesta área do CPAR será construído um novo prédio para abrigar a sede da Prefeitura, tendo espaço ainda para a construção de novos prédios para abrigar as secretarias municipais e a Câmara Municipal. Cerca de 5 hectares já estão reservados para a construção do novo prédio do Fórum da cidade. “Além disso, órgãos como a OAB e Defensoria Pública também já manifestaram interesse em mudar suas sedes para o CPAR. No local ainda teremos espaço para outros órgãos. Rondonópolis é uma cidade com mais de 232 mil habitantes e comporta um projeto como este”, ressaltou.

Paulo José justifica que, atualmente, o poder público sofre com a falta de espaços para abrigar as estruturas e secretarias municipais. As Secretarias de Saúde e Educação, por exemplo, funcionam em um mesmo prédio e não tem espaço suficiente para acomodar a frota de veículos. “O Município loca imóveis e tem gastos com isso, como aluguel para a Secretaria de Habitação. O espaço da Prefeitura hoje está pequeno. A cidade hoje precisa de espaços maiores e com vias de fácil acesso”, ressaltou.

Conforme o poder público, ainda não há como mensurar o investimento total para a construção do CPAR. Além disso, a destinação dos prédios antigos ainda não está definida, mas acredita-se que poderão abrigar outros órgãos, tanto federais como estaduais.

 

8 COMENTÁRIOS

  1. Vitor, talvez você tenha que conhecer um pouco mais com relação a Qualidade de vida. Vá conhecer outras cidades no MT, que verá a diferença!
    Pra vc talvez isso não seja importante pois provavelmente tem onde levar teus filhos no final de semana!
    Nossa cidade não tem condições de sequer andar a pé pelas calçadas,. Uma vergonha…
    Mas um centro político vai resolver isso tudo kkkkkkkkkkkk

  2. Numa cidade que ainda não possui placas com identificação do Nome de Ruas, qualidade de vida péssima é óbvio que isto não é prioridade. Quem concorda com um negócio desse deve ser porque tem interesse neste negócio.
    Prefeito deveria tomar vergonha e concluir este monte de obras iniciadas.
    Cadê o parque siriema?
    Praça dos carreiros?
    Praça no Jardim Belo Horizonte?
    Recuperação das avenidas principais?
    Ônibus?

  3. Projeto audacioso, mas antes que tal construir pontes sobre o Rio Arareau para dar vasão a diversos bairros, pois somente a Fernando Correa comporta todo o fluxo de veículos, num congestionamento sem igual.

  4. Otimo projeto. Todas as cidades planejadas possuem um centro administrativo. Isso dará um aspecto de cidade organizada para Rondonopolis, coisa que os ultimos politicos não se preocuparam.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here