Com aumento da área plantada e na produtividade por hectare, a produção de Mato Grosso pode chegar a 34,01 milhões de toneladas – (Foto: Arquivo)

Mato Grosso vai confirmando um aumento no total da área plantada de soja e também na produtividade da oleoginosa por hectare plantado na safra 19/20. Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que também estima que o total colhido ficará acima dos números obtidos na safra anterior.

De acordo com os dados divulgados pelo Imea, a área plantada de soja em Mato Grosso, que na safra 18/19 foi estimada em 9,67 milhões de hectares, deverá alcançar 9,82 milhões de hectares na safra 19/20, devido principalmente ao avanço da cultura sobre novas áreas nas regiões norte, nordeste e médio-norte do estado. Ao mesmo tempo, no quesito produtividade, os resultados percebidos a campo até o momento mostram um potencial acima daquele visto na safra 17/18.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

A estimativa do Instituto é que a produtividade para a safra 19/20 passa a ser de 57,71 sacas de soja para cada hectare plantado, número 0,46 sc/ha acima ao da safra 17/18, quando a área cultivada com soja em Mato Grosso foi de 9,4 milhões de hectares, safra em que o estado atingiu níveis recordes de rendimento da soja, colhendo cerca de 31,94 milhões de toneladas.

Com esse aumento da área plantada e na produtividade por hectare, a produção de Mato Grosso pode chegar a 34,01 milhões de toneladas, um aumento de pouco mais de 2 milhões de toneladas em relação à safra anterior. Entre os principais motivos desse aumento estão as condições climáticas favoráveis dessa safra, que permitiram dias com boa incidência de sol e chuva em momentos importantes do ciclo da cultura, o que juntamente com o bom manejo do agricultor, garantiu um bom potencial produtivo das áreas.

Ainda segundo o Imea, a colheita de soja deste ano já atingiu 26,67% de toda a área plantada no último dia 1º de fevereiro, o que demonstra que está atrasada em relação a colheita do ano anterior, quando na mesma data esse percentual já era de 37,38%. Mas ainda assim, esse índice está 5,40% acima da média dos últimos cinco anos, devido principalmente ao ‘tempo aberto’ em grande parte do estado, o que permitiu o avanço dos trabalhos na última semana.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here