Quando aceitei escrever o Prólogo do livro “A História de Cuiabá em Poesia – 300 anos”, não o fiz apenas pela honra de compor um breve Prefácio, e sim pela agradável leitura de cujo conteúdo pude extrair e saborear anos e anos de história da minha querida cidade Natal.

Trata-se de uma obra enriquecedora, que proporciona ao leitor a oportunidade de conhecer ou relembrar aspectos importantes da cultura cuiabana, com destaque à memória social, à religiosidade, à sabedoria popular, enfim, a todas as tradições acumuladas ao longo de 300 anos de história.

O lançamento dessa poesia traz uma importante contribuição para o registro histórico-cultural da capital mato-grossense. A obra não apenas resgata aspectos importantes da sociedade cuiabana, como também registra os mais relevantes acontecimentos políticos, sociais e econômicos, bem como as principais personalidades que fizeram parte da história de Cuiabá e, por via reflexa, do Estado de Mato Grosso.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

Com sabedoria e sensibilidade, a autora nos convida à degustação de agradáveis horas de leitura, nos remetendo a uma suave e romântica revivescência de tempos longínquos, idos e vindos, quase esquecidos (mas latentes), guardados num canto qualquer dia nossa memória afetiva e cognitiva.

Sob a magia da poesia, Suziene Cavalcante nos permite também conhecer e apreciar a Cidade Verde de outrora, imortalizada nos versos de D. Aquino Correia, com suas praças arborizadas, suas prainhas, seus rios abundantes e cristalinos; sua gente, seus costumes, seu linguajar inigualável, enfim, tudo o que se relaciona às nossas belezas naturais, ao nosso patrimônio cultural, artístico e religioso. Um livro ímpar, cuja leitura recomendo ao público em geral, amante da poesia, do conhecimento, da arte e da beleza.

No que pertine à obra-prima “A História de Cuiabá em Poesia – 300 anos”, ficou inegavelmente fundamentalizado o marco genésico do período do Culturalismo literário brasileiro, isto é, a nova escola histórica da nossa Literatura, em que a poetisa Suziene Cavalcante é precursora, colonizadora e realmente “pedra fundamental” da Primeira Geração do Culturalismo na literatura brasileira. Porquanto, isso reveste de honra e de culturalidade o Estado de Mato Grosso, sua Capital Cuiabá e especialmente a cidade de Rondonópolis.

Ressaltamos que a escritora Suziene Cavalcante trouxe, de fato, uma nova realidade literária para Mato Grosso e para o Brasil em ênfase tridimensional, qual seja:

1) Após ter escrito “A História de Rondonópolis em poesia”, essa cidade ganhou – em alta projeção – a especial cultura da rondonopolitanidade.

2) Após ter escrito “A História de Cuiabá em Poesia -300 anos”, nossa Capital teve exaltada a sua Cuiabanidade, pois sua cultura fôra internacionalmente poetizada.

3) Após ter escrito “A História do Brasil em Poesia – 520 anos”, a cultura brasileira, a nossa brasilidade agigantou-se imortalmente perante a literatura brasileira e diante da literatura internacional.

Três obras célebres que fizeram nascer o novo tempo na literatura do século XXI, sinalizando a tão breve chegada da nova década de 20, legado esse que há de referenciar todas as próximas gerações de estudantes brasileiros.

Isso conclui-se pelo fato de já haver hoje universitários da UFR (Universidade Federal de Rondonópolis) que desenvolvem seus TCCs tematizados e embasados no conteúdo literário, lírico e cultural da poeta rondonopolitana Suziene Cavalcante. Por isso, temos motivos potencialmente significativos para prosseguir com o Projeto Arte Jurídica, um Projeto do Judiciário, que busca encontrar, valorizar e eternizar talentos mato-grossenses.

(*) Tatyana Lopes de Araújo Borges é Juíza de Direito em Rondonópolis.

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. E teve gente que lá trás afirmou em reunião que em Rondonópolis não tínhamos poetas e escritores a altura de se criar a Academia Rondonopolitana de Cultural. No entanto ela floresce dia a dia cada vez mais. Parabéns aos que acreditaram. Parabéns Dra. Tatyana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here