Homens foram presos durante ação de investigadores da 1ª Delegacia de Polícia – (Foto: Arquivo)

 

Investigadores da 1º Delegacia de Polícia (1º DP), de Rondonópolis, prenderam dois homens suspeitos de aplicar golpes por meio de sites e redes sociais. Os dois são acusados de integrar uma quadrilha de estelionatários que utilizava aplicativos como WhatsApp, Facebook e o site OLX, para subtrair pertences das vítimas. Na ação, foram recuperados objetos avaliados em R$ 6,5 mil.

Conforme apontou a investigação, os suspeitos escolhiam vítimas que anunciavam produtos para venda na internet, demonstrando interesse na mercadoria. A negociação geralmente era realizada durante o final de semana, quando não há expediente bancário, ocasião em que os suspeitos enviavam falsos comprovantes de pagamento (DOC ou TEC) às vítimas, o já conhecido golpe do envelope vazio. Acreditando terem recebido o valor, o vendedor fazia a entrega dos produtos e somente mais tarde descobria que foi vítima do golpe.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Segundo apontou a investigação, a quadrilha pode estar envolvida em pelo menos cinco golpes semelhantes, aplicados entre dezembro e janeiro, com vítimas em Rondonópolis e também de cidades da região. O nome dos detidos não foi divulgado devido a Lei de Abuso de Autoridade. A prisão dos suspeitos, segundo relatado, aconteceu quando os mesmos seguiam para Pedra Preta para buscar objetos. Um deles ainda tentou fugir da polícia quando percebeu a abordagem, mas acabou detido.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. De acordo com a lei que favorece bandidos não pode divulgar fotos nem o nome do marginal, mas nada impede que a polícia de um belo corretivo. Depois ele pode se queixar para o raio que o parta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here