O hospital ainda aguarda a liberação por parte da Prefeitura dos R$ 6.212.664 restantes das emendas parlamentares, o que foi prometido para ainda hoje – (Foto: Foto Arquivo)

 

Boa parte dos recursos financeiros viabilizados por um grupo de entidades que se mobilizou para salvar as finanças da Santa Casa de Rondonópolis, que acumulou uma dívida superior a R$ 24 milhões e estava ameaçado até de fechar suas portas, ainda não entrou na conta do hospital. Do dinheiro articulado pelas entidades e que já estava disponível desde o final do ano passado, exatos R$ 22.477.664 milhões provenientes de emendas parlamentares, R$ 6.212.664,00 ainda não foram de fato repassados para o hospital até o momento.

Desse total, que já estão há alguns dias disponíveis na conta do Conselho Municipal de Saúde (CMS), R$ 10 milhões, que já foram repassados para a Santa Casa, vieram de emendas da bancada federal do Estado, enquanto o deputado federal José Medeiros (Pode) viabilizou outros R$ 10.453.873,00 por meio de suas emendas individuais, dos quais R$ 5 milhões já foram liberados para a Santa Casa, restando ainda R$ 5.455.873,00 que ainda não foram repassados para o hospital. O ex-deputado Adilton Sachetti (PRB) também viabilizou outros R$ 2.023.791,00 em emendas para ao hospital, dos quais R$ 1.265.000,00 já foram repassados.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

Ao todo, já foram repassados R$ 16.265.000,00 para a Santa Casa, que foram usados para quitar dívidas com bancos, pagamento que foi priorizado devido à cobrança de pesados juros, assim como já foi quitada parte da dívida com os médicos da instituição de saúde.

Questionada sobre os R$ 6.212.664,00 das emendas que ainda não foram repassados ao hospital, a Secretaria Municipal de Saúde informou que a Prefeitura estaria apenas aguardando a abertura do orçamento deste ano, o que aconteceu ontem (20), para fazer o repasse do restante do valor da emenda – o que deve ser feito ainda hoje.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here