Genivaldo de Oliveira, o popular contra-mestre “Testa”, ao lado de Devair Alves da Silva, graduando na capoeira – em visita ao A TRIBUNA para divulgar a reabertura do grupo “Filhos do Quilombo” – (Foto: Deivid Rodrigues/A TRIBUNA)

 

Após oito anos de pausa, o grupo de capoeira “Filhos do Quilombo” voltará a ativa e oferecerá aulas gratuitas para alunos de cinco anos acima. O evento de reabertura do grupo será realizado na próxima terça-feira (21), às 19h, na quadra de esportes do Bairro Jardim Ana Carla. As informações foram repassadas na tarde de ontem (14) pelo contra-mestre Genivaldo de Oliveira, o popular “contra-mestre Testa”, e pelo graduando na capoeira, Devair Alves da Silva, o popular “rato do brejo”.

Eles contaram que oito anos atrás o projeto parou, depois de 18 anos em atividade, devido a falta de apoio até do poder público. Na época, eles contavam, em geral, com 800 integrantes. “Nesse tempo, o mestre ‘Jeguinho’ (Odilon Aparecido Oliveira) tirava dinheiro do próprio bolso para manter o grupo”, disse Devair.

Segundo o contra-mestre “Testa”, vendo que no Bairro Ana Carla havia muita criança na rua o grupo de capoeira resolveu, pelo menos, oferecer um novo caminho para essa comunidade. O “Filhos do Quilombo” retorna agora composto por 25 membros até o momento.

“O evento da próxima terça-feira (21) servirá para divulgar a comunidade a reabertura do grupo e mostrar o que é a capoeira”, explicou o contra-mestre “Testa”. As aulas serão realizadas toda terça-feira, das 18h às 19h40, e todo domingo, das 17h às 20h, na quadra de esportes do Jardim Ana Carla.

Os interessados em fazer parte do grupo de capoeira devem comparecer, na próxima terça-feira, uma hora antes do início do evento de reabertura na quadra de esportes, ou seja, às 18h, para fazer a inscrição. Os menores devem ir acompanhados dos pais ou responsáveis.

O contra-mestre “Testa” e Devair repassaram que para frequentar o projeto crianças e adolescentes terão que estar matriculados em uma escola e tirar notas boas. De certa forma, o “Filhos do Quilombo” também vai disciplinar os mais jovens junto da unidade de ensino e dos pais.

“A capoeira contribui com a movimentação de todo o corpo. Além disso, ajuda a pessoa a ter mais resistência física e respiratória”, concluiu Genivaldo de Oliveira, o contra-mestre “Testa”.

SERVIÇO

Para quem quiser mais informações sobre o grupo de capoeira “Filhos do Quilombo” pode entrar em contato com o contra-mestre “Testa” pelo número (66) 99624-8375, ou então com Devair Alves da Silva pelo número (66) 99234-6192.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here