O teu sorriso, também, é o meu sorriso,
Quando gargalha tua alma de felicidades.
Perdidos em teus olhos em lágrimas vertentes,
O teu contentamento é a minha eternidade.

A tua boca se rasga em doces palavras,
Vendo o manancial dos olhos que lágrimas.
Vejo a beleza do amor na tua alma alegre,
O teu contentamento exprime a minha rima.

Coras as faces, no avermelhar dos sonhos.
A vida passa, mas, conta-se o momento,
Toda corrente desse instante sem pressa.

Pode passar minutos, horas, dias,
Não pode jamais passar o que vivemos agora
Esse momento lindo, que o nosso amor expressa.

(*) Isaías Dias é poeta e romancista, membro da Academia Rondonopolitana de Letras. autor do romance A Chalana do Adeus. Contato. E-mail: [email protected]

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here