O jornalista e professor Adly Gaby, recebendo a Moção de Aplauso no plenário da Câmara Municipal – (Foto: Divulgação)

Um grupo de vereadores do município de Rondonópolis apresentou uma recomendação à secretária municipal da Educação, Carmen Garcia Monteiro, para implementar um concurso institucional contra o racismo, mal que tanto afeta a sociedade rondonopolitana e brasileira. O concurso, caso seja de fato encampado pela secretária, seria promovido na rede municipal de educação.

A ideia surgiu após o jornalista, professor e poliglota Adly Gaby ter recebido um reconhecimento na forma de uma Moção de Aplauso no plenário da Câmara Municipal, por indicação do vereador Adonias Fernandes (MDB), por conta do projeto de redação contra o racismo na cidade, promovido pela Escola Estadual Dom Wunibaldo Talleur.

Na ocasião, o jornalista aproveitou para cobrar da Câmara a implementação de mecanismos nos moldes do adotado pela escola, que chegou a ser elogiado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, levando a discussão a respeito do racismo de forma institucional, a fim de levar a conscientização aos alunos participantes do concurso de produção de texto.

“Quero aproveitar esta oportunidade na Câmara Municipal para chamar a atenção de vocês, senhores vereadores, para que seja implementado no município inteiro este projeto de redação para conscientizar estes alunos contra este mal que tanto afeta a nossa sociedade e que desde aqui podemos ser a diferença dentro dos 5.570 municípios brasileiros em implementar um concurso de redação para combater o racismo”, expressou o jornalista Adly Gaby, após receber a Moção.

O vereador Adonias Fernandes explicou que se unirá com os vereadores Silvio Negri (PCdoB), Reginaldo Santos (Cidadania) e Sidnei Fernandes (PDT) para comunicar a secretária Carmen Garcia Monteiro a respeito do projeto e cobrar dela que seja implementado o concurso municipal de redação para combater o racismo no município.

De acordo com o professor Adly Gaby, o racismo é um mal que afeta toda a sociedade e só será efetivamente combatido com medidas concretas e representativas que devem usar a educação como alicerce para frear estes casos que tanto nos afeta.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here