Comércio varejista aposta em saldo positivo nas vendas de Natal deste ano no comparativo com o mesmo período no ano passado – (Foto: Divulgação/CDL)

 

O comércio varejista de Rondonópolis aposta em um saldo positivo nas vendas de Natal deste ano no comparativo com o mesmo período no ano passado. Em 2019, o crescimento estimado é de 2% a 3% na comparação e parte do setor já cogita o chamado “desrepresamento” da economia local, com base nos números obtidos ainda em novembro, na Black Friday.

Isso porque parcela significativa de consumidores que segurou dinheiro ao longo do ano foi às compras justamente no penúltimo mês do ano, para aproveitar as condições especiais de preço e pagamento oferecidas pelos lojistas antes e durante a data especial. No comércio local, o crescimento chegou a até 35% nas vendas em ramos específicos.

Na visão do comércio, estes números de novembro puxam dezembro seguindo a intenção dos consumidores: aproveitar ofertas e oportunidades de bons negócios, usando o calendário a seu favor. “É um momento de boas expectativas. Esta é uma época de grande circulação de dinheiro, o que impulsiona este que é o principal aquecimento do setor a cada ano. É fato que o consumidor ainda está com parte de sua renda comprometida, a economia ainda não caminha a passos largos. Mas nossa projeção é de um dezembro melhor este ano do que o último mês de 2018”, analisa o presidente da CDL de Rondonópolis, Thiago Sperança.

HORÁRIO ESPECIAL

O comércio de Rondonópolis iniciou o horário estendido de atendimento ao público na quarta-feira (11). O expediente diferenciado é facultativo e foi firmado em convenção coletiva de trabalho realizada ainda em 2018, junto a entidades sindicais.

Pelo calendário, os novos horários se estendem até o dia 24. De 11/12 a 13/12 – atendimento das 08h às 21h; dia 14/12 – atendimento das 08h às 20h (sábado); dia 15/12 – atendimento das 09h às 14h (domingo); de 16/12 a 20/12 – atendimento das 8h às 22h; dia 21/12 – atendimento das 08h às 20h (sábado); dia 22/12 – atendimento das 08h às 18h (domingo); dia 23/12 – atendimento das 08h às 22h e dia 24/12 – atendimento das 08h às 18h.

MELHORA NACIONAL

O volume de vendas do comércio varejista teve um aumento de 0,1% na passagem de setembro para outubro deste ano. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a sexta alta consecutiva do índice, que acumula crescimento de 2,7% no período.

Na passagem de setembro para outubro, seis das oito atividades pesquisadas tiveram aumento do volume de vendas: equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (5,3%), combustíveis e lubrificantes (1,7%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,2%), móveis e eletrodomésticos (0,9%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (0,3%) e tecidos, vestuário e calçados (0,2%). Por outro lado, tiveram quedas os setores de supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,1%) e de livros, jornais, revistas e papelaria (-1,1%).

Considerando-se o varejo ampliado, que inclui ainda os setores de materiais de construção e venda de veículos e peças, houve um crescimento de 0,8% de setembro para outubro. Os materiais de construção tiveram alta de 2,1% e os veículos e peças, de 2,4%.

* Com assessoria

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here