Esse ano que ora se finda foi possível aprender a conhecer, aprender a fazer, e a conviver com as famílias, crianças/alunos, professores e com os profissionais dos diferentes segmentos da escola, e sobretudo, a aprender a ser de modo a elevar o crescimento do conhecimento por meio de múltiplas formas, nos encontros formativos pedagógicos promovidos pela Secretaria Municipal de Educação, pelas unidades escolares, entre outros espaços, como também, nas relações com as famílias, especialmente nas relações com as crianças que nos ensinam a cada momento, basta termos um olhar e uma escuta sensível para perceber o potencial de cada criança.

As vivencias de cada momento vivido se somam às experiências e são elas que dão sentido ao que somos e ao que nos acontece e, com certeza, foram elas que nos fizeram crescer, como pessoa, como profissional e para que esse crescimento pudesse acontecer foram necessários dar alguns passos à frente com firmeza e segurança, em outros momentos fez se necessário recuar ou sair de cena, de modo consciente para repensar e tomar novas decisões como sujeitos da práxis.

Como diz Larrosa: A experiência, requer um gesto de interrupção, parar para pensar, parar para olhar, parar para escutar, pensar mais devagar, olhar mais devagar e escutar mais devagar, demorar-se nos detalhes. Suspender a opinião, suspender o juízo, suspender a vontade, suspender o automatismo da ação, cultivar a atenção e a delicadeza, abrir os olhos e ouvidos, falar sobre o que nos acontece, aprender a lentidão, escutar aos outros, cultivar a arte do encontro, calar muito, ter paciência e dar-se tempo e espaço.

E foi assim que caminhamos neste ano de 2019 entre os espaços, ambientes e relações que se estabelecem dentro da escola, como mediadores do conhecimento, tendo as crianças como centro do planejamento, e para ter as crianças como centro desse processo foi preciso que nós professoras e professores apertassem o botão ativar, para estar prontos à sensibilidade da escuta e do olhar sonhador e, com isso, lê as expressões e emoções das crianças, bem como o colorido de suas trajetórias. E foi com essa sensibilidade que os sonhos nasceram e projetaram em ações que moveram a nós professoras, professores a criar contextos para nutrir as aprendizagens significativas das crianças pelas vivencias e experiencias com vistas à construção do conhecimento em diferentes espaços e ambientes da instituição escolar.

E agora se finda mais um ano letivo é o momento do fechamento dos diários eletrônicos, entrega de relatórios, reunião com as famílias, avaliação institucional dando ênfase às grandes conquistas e celebrando-as com um brinde coletivo às ações potencializadoras que foram as grandes práticas exitosas e dignas de reconhecimentos, como também revisar aquelas metas sonhadas e planejadas que não foram possíveis de serem realizadas ao longo do ano, por conta de alguns contratempos, falta de recursos ou falta de maior engajamento, importante revisitar para ver o que precisa ser melhorado em suas estratégias para o alcance das metas desejadas, lembrando que cada sucesso alcançado incide de maneira direta ao bem estar e desenvolvimento das crianças, as famílias e aos profissionais que atuam na unidade escolar, portanto, esse é o momento de validar a missão e a filosofia da escola por meio dos valores que cada instituição escolar caminha.

Enfim, mais um calendário escolar se encerra e fica a sensação do dever cumprido com responsabilidade, comprometimento técnico, pedagógico e profissional. Agora é a próxima etapa, uma pausa para reabastecer as nossas energias. Fica a dica, ao entrar de férias escolar crie um momento de descanso, de contemplação ao belo, vamos aproveitar o que a natureza nos oferece, praias, cachoeiras, passeios pelos campos, ter os momentos em famílias, dar risos, respirar profundamente, caminhar, brincar com os filhos, netos, sobrinhos, dar atenção e carinho aos idosos, ouvir suas experiências de vida, sentir- se renovados, que sejamos criativos para esse momento.

NOSSA GRATIDÃO!!! Por ter estado no palco da docência durante o ano de 2019 e que venha 2020.

(*) Eunice Pereira de Moraes Silva – professora da Educação Infantil da rede municipal de Rondonópolis e coordenadora pedagógica da UMEI Pequenos Brilhantes

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here