“A partir desse evento, estamos dando visibilidade para esses jovens negros e negras”, afirmou Luzia Nascimento, da Unegro (à direita), ladeada pela ex-vereadora Vilma Moreira e pela Miss Talita Santos – (Foto: Denilson Paredes)

 

A União de Negros pela Igualdade (Unegro) vai realizar, nessa quarta-feira (20), feriado do Dia da Consciência Negra, mais uma edição do concurso de Miss Beleza Negra. O evento tem a finalidade de elevar a autoestima de jovens negras e negros e terá como novidade para esta edição a participação dos rapazes, que concorrerão ao título de Mister Beleza Negra.

De acordo com Luzia Nascimento, presidente da Unegro, a programação alusiva à data que lembra a luta dos povos negros por igualdade já começou há alguns dias, com a realização de palestras sobre o tema nas escolas públicas. “Essa programação começou no dia 11, com esse ciclo de palestras nas escolas sobre a luta do povo negro contra o racismo. Também houve o lançamento do livro do professor Flávio Nascimento sobre o assunto e hoje nós teremos mais uma vez a escolha da Garota Beleza Negra, que é o ponto alto da nossa programação. E esse ano estamos inovando com a escolha do Garoto Beleza Negra. São 25 garotas entre 13 a 26 anos, todas de Rondonópolis e muito lindas. E 6 garotos na faixa de 15 a 28 anos, que esse ano decidiram encarar o desafio de representar a beleza negra nos desfiles”, anunciou.

Segundo ela, o concurso tem como principal objetivo elevar a autoestima dos negros e negras, mostrando para estes a sua própria beleza. “Nós estamos colocando essas pessoas num espaço que elas nunca ocuparam antes, pois esse espaço da beleza nunca foi disponibilizado para as meninas negras. A partir desse evento, estamos dando visibilidade para esses jovens negros e negras. Estamos abrindo o mercado de trabalho para eles, muitos deles deprimidos pela condição do negro no país, que é extremamente excluído, segregado. Prova disso é a nossa Miss do ano passado, Talita, que está assinando contrato com uma agência de publicidade da Bahia para trabalhos publicitários. O nosso objetivo é valorizar essas pessoas, melhorar a sua autoestima”, contou.

 

“MUDOU MINHA VIDA”

Atual Miss Beleza Negra da cidade, Talita Santos de Jesus, de 27 anos, diz que o concurso tem conseguido cumprir com seus objetivos e conta que sua vida mudou completamente depois que venceu o mesmo. “A importância desse concurso para mim é algo muito grandioso, uma vitória muito grande. Mudou completamente minha vida, minha autoestima melhorou e eu consegui me aceitar mais. Eu agora consigo me olhar no espelho e gostar da pessoa que estou vendo. Antes não. Até a depressão que eu tinha foi embora. Eu sempre sonhei com esse lado da publicidade, de desfilar, sonhava ser modelo. E antes, as pessoas me diziam que eu não podia e isso estava na minha cabeça. Depois que conheci a Unegro e participei do concurso Beleza Negra, as portas se abriram e eu percebi que tudo é possível, só depende de mim. Eu amo ser Miss e por mim eu nem entregava a faixa”, externou.

Ela conta que já foi vítima de racismo, carregando até hoje em várias partes do corpo as marcas das pedradas que levou quando criança, pelo simples motivo de ser negra. “Já jogaram pedra em mim, já me xingaram, me proibiram de entrar numa loja. Já me tiraram de uma loja, provavelmente achando que ia roubar a loja, quando eu tinha dinheiro para pagar a vista. E esse concurso ajuda a acabar com isso. É muito incrível esse evento, pois temos muitos relatos de jovens que não conseguiam se aceitar. Mas quando estão no meio de nós, eles dizem que estão felizes. Você vê o brilho nos olhos deles e eles dizem o quanto é incrível não se sentir mais sozinho nesse mundo. Isso nos dá mais forças para lutar contra o preconceito”, testemunhou a Miss.

 

ESPERANÇA E ORGULHO

Ex-vereadora e primeira deputada negra do estado, a professora Vilma Moreira conta que já foi vítima do racismo e destaca a importância do evento organizado pela Unegro. “É lamentável ter que dizer isso, mas já fui vítima sim na minha mocidade e depois no meu dia a dia. Quando vejo a Talita falar da sua história, o meu coração se enche de esperança e faz a gente continuar acreditando que é possível uma mudança. É triste ter que dizer isso, mas ainda existe o racismo e quantas pessoas negras ainda sofrem com isso e muitas vezes não têm coragem de denunciar essa situação, de se abrir, de falar disso. Eu tenho orgulho dessa minha pele negra e o sangue que corre na minha veia é o mesmo que corre na sua. Como é importante esse trabalho da Unegro, que tem lutado em defesa dos negros e negras, dos jovens e idosos. Por isso eu digo aos negros e negras: venham participar, vamos para o debate, vamos falar sobre nós, de nossa riqueza histórica, da nossa beleza”, declarou.

 

SERVIÇO

O concurso que irá escolher a Miss e o Mister Beleza Negra acontecerá hoje, a partir de 18 horas, no Casario. Além dos desfiles, também haverá apresentações de dança e diversas outras atividades culturais, além da fala de autoridades. A entrada é gratuita.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here