Keila Cristina Fernandes Alves, professora de Artes: envolvendo alunos no projeto musical da cantata – (Foto: Deivid Rodrigues/A TRIBUNA)

 

A professora da disciplina de Artes, Keila Cristina Fernandes Alves, prepara 145 alunos, com idades entre seis e 13 anos, do 1º ao 8º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Stela Maris Valeriano da Silva, no Bairro Edelmina Querubim, para uma cantata. O evento ocorrerá no dia 5 de dezembro, na quadra da escola. Este é o quinto ano do projeto que já foi desenvolvido em outras três escolas da cidade.

De acordo com Keila, as atividades com os estudantes começaram no dia 15 de outubro. Ela conta que os ensaios são feitos três vezes por semana – às segundas, quartas e sextas-feiras. Nesses dias, ela trabalha com 50 alunos de manhã e mais 95 no período da tarde.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Neste ano, a cantata vai contar, assim como foi em edições anteriores, com a participação do Grupo Reluz Júnior. A ação tem o apoio do Lions Clube de Rondonópolis.

“Os alunos estão bem animados e já estão convidando a família para prestigiar a cantata, e é isso que nos motivam a fazer este trabalho”, afirma Keila Cristina.

Para Keila Cristina, os benefícios do envolvimento dos estudantes da Escola Stela Maris com o projeto começam pelo próprio uso da música que, na opinião dela, propicia a eles uma melhor concentração, o domínio próprio, a criatividade, a parte intelectual e a socialização.

 

Cantata realizada na Escola Estadual Silvestre Gomes Jardim, em 2015 – (Foto: Arquivo/Divulgação)

 

2º ano do projeto da cantata que ocorreu na Escola Silvestre, em 2016 – (Foto: Arquivo/Divulgação)

 

“Também vai fazer com que os alunos não se envolvam com coisas erradas e serve ainda como ferramenta para outras disciplinas, porque com o progresso que eles terão na concentração impactará na parte pedagógica”, explicou.

 

O PROJETO

A cantata é um projeto pessoal de Keila Cristina em que ela atua voluntariamente. É uma iniciativa que vai completar cinco anos em 2019 e passou por outras três escolas onde ela ministrou aulas. Nos anos de 2015 e 2016, o projeto ocorreu na Escola Estadual Silvestre Gomes Jardim. Em 2017, foi na Escola Estadual Edith Pereira Barbosa. No ano passado, foi na Escola Estadual Santo Antônio e, neste ano, é a vez da Escola Stela Maris.

 

Cantata realizada na Escola Edith Pereira Barbosa, em 2017 – (Foto: Arquivo/Divulgação)

 

“A proposta do projeto da cantata é de envolver a criança com a música juntamente com a educação musical. Enquanto educadora musical, quero trabalhar com a música de qualidade”, enfatizou.

Keila Cristina revelou que tem o sonho de promover um grande musical em Rondonópolis. A ideia seria envolver alunos de três a quatro escolas, formando um coral só.

 

Projeto da cantata também na Escola Santo Antônio, em 2018 – (Foto: Arquivo/Divulgação)

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here