Em alguns locais, como nos cruzamentos da Avenida Cuiabá com a Rua Fernando Correa da Costa e da avenida Amazonas com a Rua Arnaldo Estevão, os equipamentos ou foram retirados ou estão sucateados – (Foto: Divulgação)

 

A prefeitura de Rondonópolis pretende substituir as atuais 26 câmeras de monitoramento instaladas na região central e em algumas saídas da cidade. O processo, que prevê a compra dos novos equipamentos, está sendo analisado pela Procuradoria do Município para, em seguida, ser aberta a licitação para a escolha da empresa que irá fornecer os equipamentos.

A informação foi repassada pelo gestor do Gabinete de Apoio à Segurança Pública (Gasp), Valdemir Castilho, o Biliu, após ser questionado sobre a retirada de alguns dos equipamentos de monitoramento na cidade. “Esses equipamentos foram instalados há dez anos e já estão desatualizados, não fazem o ‘zoom’ que as forças de segurança precisam para identificar a ocorrência de crimes e criminosos. E algumas, pela ação do tempo, estão caindo, ou ficando despenduradas, o que até coloca a integridade das pessoas em risco, o que nos levou a retirar esses equipamentos. E nós não estamos repondo porque já está na Procuradoria aguardando um parecer para um investimento de aproximadamente R$ 26 milhões para a aquisição de novas câmeras e radares (para a fiscalização eletrônica do trânsito)”, explicou.

Segundo ele, os atuais equipamentos, que foram adquiridos em 2009, por cerca de R$ 1 milhão, não possuem a eficácia necessária para de fato auxiliar na segurança pública na cidade. “Eles estão superados, não dão o ‘zoom’ necessário, para citar um exemplo. Então, o Ciosp (Centro Integrado de Operações da Segurança Pública) avançou e as câmeras não. No caso dessas câmeras que estão caindo, é por ação do tempo e por conta delas estarem desatualizadas, não vamos repor e aguardar a licitação para comprar novas. Nós vamos comprar cerca de 30 câmeras com OCR (tecnologia que permite reconhecimento de placas de veículos, por exemplo) e também os radares para a fiscalização do trânsito, pois o prefeito tem pesquisas que mostram que a população acha que deve manter os radares”, completou Biliu.

O gestor do Gasp ainda informou que esteve, essa semana, com o secretário de Administração, Leandro Arduini, que lhe garantiu que até a próxima semana deverá ser lançado o edital da licitação para a aquisição dos novos equipamentos.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Precisamos de monitoramento em tempo real para multar os imprudentes, assim como é feito em Cuiabá.

    O que tem de gente furando sinal e andando na contra mão…

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here