(*) Cleuza Maria

Papa Francisco, quando visitou Aparecida, em julho de 2013, ele afirmou, “A Igreja, quando busca Cristo, bate sempre à casa da Mãe e pede: Mostrai-nos Jesus. E’ de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado” O Papa Francisco não distancia a missão de Maria da missão do seu Filho. Entendemos por missionário toda pessoa que está a serviço do anuncio do Evangelho, é um chamado por Deus para levar a mensagem do Evangelho. O sim de Maria ecoa por toda a eternidade, em Lucas 1,38 Maria disse ao anjo “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua Palavra” Maria a primeira evangelizada tornou-se evangelizadora.

Maria, a Virgem Santíssima foi a primeira discípula missionária, como diz a letra desta musica “Mãe Capela do Santíssimo” a primeira que recebeu Jesus no coração. A Virgem Maria a mais perfeita discípula de Jesus, Mãe de todos nós discípulos missionários de Cristo. Como foi a primeira a receber Jesus a Virgem Maria teve uma única missão na história da salvação, educou, acompanhou seu crescimento até o ultimo instante de seu Filho na cruz. “Maria é a grande missionária, continuadora da missão de seu Filho e formadora de missionários” (DA 269, cf. 320).

A Virgem Maria veio ao mundo como um grande modelo para todos os homens e mulheres, modelo de mãe, de esposa, de missionária, consoladora dos oprimidos e aflitos; Maria visita sua prima Isabel, primeira viagem missionária, Lucas 1,42-43 “Com grande contentamento, Isabel exclamou, dirigindo-se a Maria: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o filho que estás a gerar. É uma grande honra ser visitada pela mãe do meu Senhor!

Desde o descobrimento do Brasil, nós brasileiros católicos cultivamos a devoção de Nossa Senhora, “Cônego José Wilson Fabrício da Silva, crl, “A12 disse:-“ Brasil, nomeado logo nos primórdios de sua ocupação pelos portugueses no século XVI de “Terra de Santa Cruz”. Chegava ao novo mundo” trazida pelos europeus uma “imagem de Nossa Senhora da Esperança”, devoção particular do comandante Pedro Álvares Cabral. Aqui começa uma história de relação, até então conhecida, entre a figura da Mãe de Jesus e o Brasil. “Portanto, o nosso país foi “descoberto” sob o olhar terno e protetor também da Virgem Maria”.

Em 1717, entra em nossa história a aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida, os pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso rezaram para a Virgem Maria e pediram a ajuda de Deus para encontrarem peixes, pois estavam pescando no Rio Paraíba, quando o pescador João Alves jogou a rede e trouxe o corpo da imagem da Virgem Maria sem cabeça e ao lançar a rede novamente trouxe a cabeça, a partir dai pegaram grande quantidade de peixes, deste momento tudo foi mudado neste local, a devoção foi crescendo e ouve relatos de milagres por aqueles que rezavam onde estava a imagem da Santa.

Hoje, certamente muitos de nós vamos ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida e em outros Santuários de Nossa Senhora, espalhados pelo Brasil para agradecer tantas bênçãos recebidas, encontrar um consolo na Mãe Aparecida também pelas angustias, dores e sofrimentos, como diz a linda canção do Padre Zezinho “Mãe do Céu Morena” “Virgem tão serena, Senhora destes povos tão sofridos, patrona dos pequenos e oprimidos, derrama sobre nós as tuas graças”

A presença de Maria ao nosso meio nos faz brotar em nosso coração este ardor missionário, é muito forte a devoção mariana em nós católicos; Nossa Senhora em suas aparições pediu que rezássemos o Rosário, pois a Virgem Maria nos aproxima de Jesus, a oração do rosário é uma forma de vivermos conectados com Deus.

Papa Francisco proclamou outubro de 2019 como o Mês Missionário Extraordinário para reavivar nossa consciência de batizados em relação a missão da Igreja com o tema :- “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”.

(*) Cleuza Maria Martins Manera, Pascom “Paróquia Nossa Senhora Aparecida.”

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here