Prefeito mostrou projeto de sede da Unemat para alunos da EEMOP – Wheverton Barros/divulgação

 

Rondonópolis conquistou, após muita luta, três cursos da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), que atualmente funciona alocada na Escola Estadual Professora Stela Maris Valeriano da Silva, localizada no bairro Edelmina Querubim. Contudo, a construção da sede própria da Unemat na cidade ainda é uma grande demanda.

O prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (SD), durante uma visita de alunos da Escola Estadual Major Otávio Pitaluga (EEMOP), ao Paço Municipal, apresentou aos estudantes um projeto arquitetônico de uma sede da Unemat em Rondonópolis, que foi formulado pelo próprio Município.

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

Segundo o prefeito, a cidade não está recebendo o devido apoio do Governo do Estado para a construção dessa sede e, por isso, não descarta a possibilidade da Prefeitura de Rondonópolis realizar a obra.

“A sensação que eu tenho é que estão querendo esvaziar a Unemat, e Rondonópolis tem que ser referência em educação. O governo Pedro Taques trouxe a Unemat e eu estou bancando com recursos próprios… E eu quero apoio do Estado. O que Rondonópolis passa em imposto para o Estado, tem que retornar, e eu estou sentindo o pessoal distante”, disse o prefeito.

Zé do Pátio ainda lembrou que a cidade tem quatro deputados estaduais e que eles precisam levar essa pauta para a Assembleia Legislativa. “Nós já passamos a área, se o Estado não construir, nós vamos! Eu vou convocar o setor empresarial e nós vamos construir”, reforçou.

 

OUTRO PROJETO

Em setembro deste ano, um outro projeto de sede própria da Unemat foi apresentado pelo deputado estadual Thiago Silva, ao governador Mauro Mendes e ao reitor da Unemat, Rodrigo Zanin, em reunião realizada no Palácio Paiaguás com a presença ainda do secretário chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, pró-reitor Financeiro Ricardo Keichi, diretor pedagógico da Unemat na região sudeste Sérgio Santos e o ex-secretário de Ciência e Tecnologia de MT, Rafael Bastos.

O deputado propôs uma parceria, por meio de emendas estaduais e federais, para auxiliar o governo na construção do espaço físico, para atender estudantes de toda a região. Na ocasião, o governador reconheceu a necessidade e disse que Rondonópolis merece esta importante obra.

 

Feciti: informações repassadas a estudantes

Cerca de 200 alunos da Escola Estadual Major Otávio Pitaluga (EEMOP) tiveram a oportunidade, na manhã de ontem, no auditório da Prefeitura de Rondonópolis, de conhecer um pouco mais da Feira de Ciência Tecnologia e Inovação de Rondonópolis (Feciti) que chega à sua 4ª edição neste ano e acontece nos dias 21 e 22 de outubro.
“Estamos com a expectativa de ser a maior feira de Ciência e Tecnologia da região Sul de Mato Grosso, bem como do Estado. As inscrições para projetos estão abertas até dia 16 de outubro, já temos muitos inscritos e a expectativa é chegarmos a 100. A certeza que todos os projetos apresentados no futuro poderão virar negócios e facilitar a vida da nossa população, é uma feira que vem para dar resultado”, explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Miltom Mutum.

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso é tudo conversa fiada. É briga política. Ele o Thiago Silva (que também é outro que só usa o nome da UNEMAT) até hoje não trouxeram a Unemat pra Rondonópolis de verdade. Pra quem não sabe a Unemat vai embora da cidade assim que os três cursos terminarem. O que está aqui é temporário. E vai lá ver a falta de estrutura que é o lugar. Não tem nada. O estacionamento é cheio de buraco e nem cabe todos os carros direito. Enquanto nos outros lugares você tem aula um semestre sobre qualquer matéria, na Unemat de Rondonópolis você mata os alunos de estudar por duas semanas. Enviando tudo na cabeça deles e o pior, você não tem biblioteca e nem laboratório de informática pra usar. Daí a imprensa vai lá e eles passam uma maquiagem em tudo. E acabou. Eu quero estrutura e condições pra me formar. Aonde já se viu dizer que tem uma universidade e você não tem nada lá. Cadê essa Unemat que dizem ter em Rondonópolis, eu não vejo. Vejo um monte de salas isso sim e isso não é universidade. Quem fará alguma coisa de verdade? Tudo politicagem.

  2. Rondonopolis como segunda economia, repassa muitos milhoes para manter Unemat em muitos municipios que mal tem aluno. Oras: O que falta para estes deputados barrarem a pauta e exigirem um campus? São 4 deputados estaduais que poderiam muito bem fazer um pacto em prol do ensino superior. Pelo que consta a Unemat está dentro de uma escola sem mínima estrutura, biblioteca e cursos regulares aqui em Rondonopolis. Veja que não veio o prometido curso de Jornalismo, tampouco houve outro vestibular do curso de Direito. É o que o prefeito disse, é o esvaziamento, é o faz de conta. E há muitos que acreditam naquele que fala em verba federal para construir. Seja de vaidades, sejam unidos pelo povo e esqueçam a eleição de 2020. Vocês são servidores públicos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here