Marcas estão em rocha de arenito e indicam um movimento de subida – Prefeitura de Poxoréu

 

Uma descoberta em Poxoréu tem aguçado a curiosidade dos moradores da cidade vizinha, e também se tornou um dos principais assuntos das rodas de conversa. Um total de 107 pegadas, que medem de 15 a 20 centímetros cada, podem ser de um animal que viveu na região há, pelo menos, 80 milhões de anos, antes mesmo da era dos dinossauros. As marcas estão em uma rocha de arenito e indicam um movimento de subida.

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

O possível sítio arqueológico, recém descoberto, fica na zona rural e em uma propriedade particular. Há poucos dias, uma expedição foi realizada por pesquisadores no local em que as pegadas foram descobertas, que também contém um desenho que apresenta características de arte rupestre.

 

Um total de 107 pegadas, que medem de 15 a 20 centímetros cada, foram identificadas

 

Segundo a Prefeitura de Poxoréu, a expedição foi conduzida pelo professor e doutor em Geografia, Renato Silva, acompanhado do casal proprietário do possível sítio arqueológico, Marcelo Menezes e Neila Moura, e representantes das pastas da cultura e turismo de Poxoréu.

Com a constatação das pegadas na rocha, agora o local passará por uma extensa análise, com as participações de paleontólogos. Para o professor Renato Silva, essa descoberta tem tudo para ser algo promissor, que enriquecerá as pesquisas sobre animais pré-históricos no Brasil. A Prefeitura e a Câmara Municipal de Poxoréu também acompanham de perto a descoberta, visto que ela pode contribuir com o turismo da cidade e região.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here