Santa Casa é referência na região em cirurgias cardíacas e partos de alto risco – Arquivo

 

Deyse Pimentel Lopes: “a maioria dos atendimentos na Santa Casa é feita via SUS” – Arquivo

A luta em prol da Santa Casa de Rondonópolis ganhou um importante aliado nos últimos dias. A Diocese de Rondonópolis-Guiratinga abraçou a causa e resolveu fazer uma arrecadação nas suas paróquias e entre seus fiéis para ajudar na manutenção do hospital filantrópico.

De acordo com Deyse Pimentel Lopes, da Associação das Senhoras de Rotarianos (ASR) e coordenadora da Comissão de Arrecadação de Recursos, formada por entidades representativas da sociedade com o intuito ajudar a Santa Casa a superar a grave crise financeira que atravessa, a iniciativa vem em boa hora. “A Diocese vai doar, ela própria, um valor e está pedindo para todas as paróquias da cidade e da região que puderem doar, que façam também, e ainda vai ser feita uma arrecadação entre os fiéis dos 19 municípios da região. Esse dinheiro vai ser usado para ajudar na manutenção dos serviços da Santa Casa e há uma outra comissão que está procurando viabilizar recursos junto aos políticos, um dinheiro para pagar a dívida do hospital, que é filantrópico e sempre precisou da ajuda da população, desde a sua construção”, informou.

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

Para Deyse Pimentel, é importante a sociedade se empenhar em ajudar a manter as portas da Santa Casa abertas, pois cerca de 80% de todos os atendimentos realizados no hospital são via Sistema Único de Saúde (SUS). “É importante a população se mobilizar e ajudar, porque a maioria dos atendimentos é via SUS e nós sabemos que a tabela do SUS não cobre os gastos. A Santa Casa é um hospital filantrópico e a sociedade sempre ajudou. A unidade hospitalar foi idealizada pelo Rotary, mas foi construída graças à mobilização de toda a sociedade, doando material de construção, gado para fazer leilão, e agora a sociedade precisa ajudar outra vez. Nós estamos tendo muita adesão, muita gente está querendo ajudar e, por último, agora as igrejas evangélicas também se prontificaram a colaborar”, emendou.

As pessoas interessadas em ajudar financeiramente a Santa Casa poderão acessar o site da instituição de saúde no endereço www.santacasaroo.org.br, onde há um link para que a pessoa imprima um boleto com o valor de sua doação, ou depositar ou transferir diretamente na conta aberta pelo hospital para receber as doações. A conta é no Banco do Brasil, agência 3283-2, conta corrente 61.722-9, no nome da Santa Casa.

 

Atolada em uma dívida que passa dos R$ 24 milhões e acumulando um deficit mensal de cerca de R$ 800 mil, por conta principalmente da defasagem da tabela do SUS, que paga valores que não cobrem os custos dos procedimentos médicos, o hospital está ameaçado de ter que fechar suas portas, caso não encontre uma saída para a situação.

A Santa Casa é referência na região em cirurgias cardíacas e partos de alto risco, tendo um papel preponderante para a saúde da população da região, estimada em mais de 500 mil habitantes.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui