Raquel Dodge defende cassação de Selma e nova eleição

1004
Selma Arruda levanta suspeitas sobre o parecer da procuradora-geral da República – Arquivo

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu a manutenção da cassação do mandato e o afastamento imediato do cargo da senadora Selma Arruda (PSL). No parecer assinado ontem (10), a procuradora ainda defende que o TSE determine a realização de novas eleições em Mato Grosso para a vaga no Senado.

Foram analisados cinco recursos pela procuradora impetrados no TSE sobre o assunto. Sendo que, quatro deles foram propostos pela própria senadora, pelos seus suplentes Gilberto Possamai e Clérie Fabiana Mendes, e o PSL, requerendo, liminarmente, a nulidade da decisão do TRE-MT, e no mérito a revogação da decisão que cassou o mandato da senadora.

Selma Arruda foi cassada por suposto caixa 2 e abuso de poder econômico pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), e tenta, no TSE, continuar no cargo pelo qual foi eleita no ano passado.

Os advogados de defesa alegam que o pedido inicial de cassação de Selma, feito pelo ex-candidato Sebastião Carlos (Rede) e no qual o Ministério Público Federal (MPF) entrou como litisconsorte, se baseava apenas nas provas trazidas pela ação monitória do publicitário Júnior Brasa, ou seja, a contratação da Genius At Work e da Vetor Assessoria e Pesquisa de Mercado e de Opinião Pública Ltda no período de pré-campanha.

 

Ainda segundo a defesa de Selma Arruda, ela teria tido prejuízo ao não poder se defender corretamente de outras contratações trazidas ao processo durante seu andamento, pois pelas contas da senadora, apenas R$ 610 mil estavam no pedido inicial, sendo que R$ 550 mil foram pagos à Genius para prestação de serviços relacionados à assessoria de imagem e jornalística, “de todo permitidos em período de pré-campanha”, e R$ 60 mil à Vetor, para analisar a viabilidade da candidatura através de pesquisas qualitativas típicas de pré-campanha. Na decisão final do TRE-MT constam R$ 1,2 milhão de gastos sem o devido registro. Em seu parecer, a procuradora-geral rebate todos os apontamentos feitos pela defesa de Selma e afirma ter ficado comprovado a prática dos crimes.

Em resposta, a senadora Selma Arruda disse, por meio de nota, que o parecer assinado pela procuradora-geral, que defende a realização de nova eleição para o cargo de senador, caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mantenha a cassação determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), tem indicações de já estar pronto. Selma levanta suspeitas sobre a rapidez com que Dodge se manifestou, cogitando a hipótese de o parecer já estar pronto “por encomenda”.

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Mulher tem mesmo aquele atributo humano delas, CIÚME, aí está a prova. A Procuradora Geral, uma incompetente, nada fez no cargo, resolveu perseguir nossa querida e honrada senadora, ex juíza de imparcialidade total, sempre se manteve com honra no cargo como juíza e hoje pelo reconhecimento do povo de MT, foi para o Senado Federal, representar com dignidade, capacidade de sobra, nossa gente e nosso estado.
    Aí vem uma procuradora saindo do cargo, com dor de cotovelo tentando e talvez até deixando pronto, medida programada para cassar a nobre senadora.
    É o que digo, mulher tem rixa com mulher quando em cargos e outras condições, não sabe respeitar a própria colega de profissão, com tantos homens que fizeram roubalheira expostas na mídia, ela pega por isolamento a nossa digna SENADORA, mas a justiça será feita e ela continuará nos representa no senado como sempre atua….e DEUS TBM estará seu lado, combatendo esta ilegalidade criada, também por uma mulher de alto escalão, mas que, graças a Deus está de saída e que nunca mais volte a este cargo da mais alta importância do MPF do Brasil….
    Fique tranquila SENADORA, VC É INOCENTE….ABRAÇOS E SUCESSO….NO SENADO FEDERAL…..A LEI É SUA BIBLIA….E COM ELA ESTARÁ LIVRE DA INVEJA…..

  2. DODGE ENTROU NA PGR, COM TODOS OS TÍTULOS CONQUISTADOS NO EXTERIOR ,SOMENTE PARA DAR COBERTURA AOS LADRÕES E CORRUPTOS DO COLARINHO BRANCO. ESSE TIPO D E GENTE QUE
    SE PREZA EM BENEFICIAR BANDIDOS É TÃO BANDIDO QUANTO. Para mim não serve, não presta e detesto, pois não consigo respeitar como ser humano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here