Morte de criança no trânsito: Polícia deve começar hoje a ouvir testemunhas

3161
Veículo Hillux envolvido no acidente que acabou tirando a vida de uma criança de 3 anos – Varlei Cordova/ Agora Mato Grosso

 

A Polícia Civil deve começar, hoje (13), as oitivas das testemunhas e familiares do menino Daniel Augusto Silva, de três anos, que faleceu em decorrência de um acidente de trânsito por volta das 18h30 de anteontem (11), no cruzamento da Avenida Tiradentes com a Rua 15 de Novembro, um local que apresenta um elevado índice de acidentes. No dia do fato, o garoto estava sendo transportado, numa motocicleta, entre o pai e a madrasta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Whatsapp: (66) 99962-6990


 

Conforme o relato de testemunhas, o homem pilotava o veículo e a criança estava sem capacete. No trajeto, uma caminhonete Hillux SW4 teria invadido a preferencial e colidido com a motocicleta. De acordo com informações constantes no Boletim de Ocorrência, o carro estava sendo conduzido pela empresária Lidiane Campos, esposa do ex-prefeito e ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB). Conforme o BO, após o acidente, ela teria se evadido do local.

“A Lidiane está transtornada com o episódio. Ela não viu a motocicleta no momento do acidente. Após o ocorrido, saiu do local porque pessoas começaram a bater com o capacete no vidro do carro. Foi um fato que a deixou transtornada até agora. Ela também é mãe e reconhece a dor da família. Foi uma fatalidade que nos deixa transtornados. Mas a Lidiane prestará todo esclarecimento que for necessário à polícia”, disse Adilton Sachetti.

Segundo a delegada Ludmila Zorzetti Vendramel, responsável pelas investigações, o inquérito para apurar o caso já foi aberto e hoje começam a oitivas dos familiares e testemunhas. “Deixamos para começar a ouvir os familiares nesta terça-feira, em respeito aos familiares que estavam no velório da criança. Vamos ouvir as testemunhas e, por último, a condutora do veículo Hillux. Vamos tratar esta situação como qualquer outro caso, seguindo os ritos normais”, externou.

O menino Daniel Augusto era aluno da creche do Jardim Atlântico, que ficou fechada ontem (12) em luto. O corpo foi velado na União Familiar e sepultado na tarde de ontem, no Cemitério Parque Santa Cruz, saída para Pedra Preta.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Também poderiam ouvir o secretário de trânsito pra saber porque a sinalização no local é tão precária, tendo em vista o alto nível de risco do cruzamento.. Aí quem sofre somos todos nós!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here