Entorpecentes foram apreendidos no primeiro semestre do ano no Município. – Patrícia Cacheffo

 

A Polícia Judiciária Civil (PJC) realizou na manhã de ontem (12), em Rondonópolis, a incineração de cerca de uma tonelada de entorpecentes, fruto de apreensões que ocorreram desde o início deste ano na cidade. A incineração foi realizada em um forno industrial de uma empresa, localizada às margens da BR-364, saída para Pedra Preta. Por questões de segurança, o nome do local em que a droga é incinerada não é divulgado.

Este procedimento de dar fim ao material apreendido é comum e previsto em lei. “Há um prazo máximo de 30 dias para a destruição do entorpecente apreendido. Nós conseguimos acatar as decisões judiciais, com o apoio do Ministério Público e do Judiciário, e hoje estamos finalizando este procedimento, que vai desde a apreensão, investigação até a conclusão com a droga sendo incinerada”, explicou o delegado Santiago Sanches, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF).

 

Incineração ocorreu na manhã de ontem, em Rondonópolis – Patrícia Cacheffo

 

A incineração também garante uma maior segurança aos policiais, já que esse material, após apreendido e liberado pela perícia, acaba ficando em depósitos de delegacias. O transporte foi feito por viaturas da própria PJC, sob forte esquema de segurança, e a maconha representava a maior parte do entorpecente que foi incinerado.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Antonio portugues de rondonopolis viajou da Holanda onde o amianto e proibido ao chegar ao aeroporto de S.Paulo Congonhas e verificou que os descargadores de bagagem estavam expostos aquele produto que provoca cancer nos galpoes daquele aeroporto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here