População/Rondonópolis: IBGE já se prepara para Censo 2020

Em Rondonópolis, existe uma grande expectativa em relação à real população do município

3569
Equipe da agência do IBGE em Rondonópolis já vem atuando na apuração de dados para o Censo 2020 – A TRIBUNA

 

Os preparativos para a realização do Censo 2020 em Rondonópolis já foram iniciados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A coleta de dados junto aos moradores está prevista para começar apenas em agosto do próximo ano, mas, diante da grandiosidade do levantamento, as atividades preparatórias estão em andamento. Em Rondonópolis, existe uma grande expectativa em relação à real população do município, considerando o expressivo crescimento urbano verificado na última década.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Whatsapp: (66) 99659.7564


 

Chefe substituta do IBGE em Rondonópolis, Polyana Oliveira Ribeiro: “acredito que a grande dificuldade do Censo 2020 deve ser para que os recenseadores sejam recebidos pelos moradores”

A chefe substituta da agência do IBGE em Rondonópolis, Polyana Oliveira Ribeiro, informa que a unidade já vinha realizando há algum tempo o trabalho interno de levantamento, junto as prefeituras, das legislações e normativas em vigor, como as que definem o perímetro urbano, os distritos, zoneamento, entre outros. Neste momento, informa que iniciaram um trabalho de campo nas áreas de novos loteamentos e residenciais, para mapear e cadastrar os imóveis novos.

Na esfera nacional, o IBGE abriu neste momento um concurso para contratação de 400 vagas de agentes censitários, voltados para quem tem nível superior. Polyana explicou para a reportagem que essa etapa contempla apenas algumas vagas com lotação em Cuiabá, sendo que para Rondonópolis serão contratados os recenseadores e supervisores para a realização da pesquisa nos domicílios, mas que ainda não tem data definida para abertura do concurso específico.

Conforme Polyana, a princípio, a grande dificuldade do Censo 2020 deve ser, assim como nas pesquisas domiciliares por amostragem, para que os recenseadores sejam recebidos pelos moradores, tanto pela questão de segurança, por receio de roubos e furtos, como pela questão de ausência nos lares no período diurno, em função do trabalho.

Além de apontar o quantitativo atualizado de população, a chefe substituta argumenta que o Censo tem a possibilidade de gerar um perfil da população, como a faixa etária, quantitativo de mulheres e homens, onde as pessoas estão morando, em quais condições, entre outros dados. O questionário do Censo 2020 já foi definido, devendo contar com 26 perguntas no questionário básico.

 

Inclusive, uma das preocupações atuais é com o corte no orçamento do Censo 2020, o que resultou na diminuição de perguntas, tanto no questionário básico, respondido por todos os lares, como no questionário completo, respondido em apenas uma parcela dos lares. “Quando tira algumas questões diminui o tempo de realização e consequentemente o número de pessoas envolvidas no trabalho”, disse Polyana.

A expectativa em se tratando dos novos números de Rondonópolis é porque as estimativas divulgadas anualmente pelo IBGE tem por base os últimos censos de 2010 e 2000, quando o crescimento urbano do município realmente não foi tão expressivo. Contudo, ao longo da última década, o crescimento urbano do município tem chamado a atenção de todos os moradores, com projeções que essa população ultrapasse os 250 mil habitantes.

 

O CENSO

Serão visitados todos os domicílios das cidades. Os recenseadores, identificados com colete, boné, crachá e computador de mão, irão coletar as informações através de entrevista direta com perguntas listadas sob a forma de questionário a ser preenchido no computador de mão. Também será possível responder o questionário via internet.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here