Depois da pausa: Cruzeiro enfrenta, logo de cara, o Atlético Mineiro

182
Mano Menezes, técnico do Cruzeiro, espera um jogo parelho no clássico de hoje – Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

 

Depois da pausa da Copa América, Cruzeiro e Atlético Mineiro já retomam a disputa de competições se enfrentando em um clássico pelas quartas de final da Copa do Brasil. A bola vai rolar às 19h de hoje (11), no Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Para o técnico do time celeste, Mano Menezes, neste jogo não há favorito, ainda mais em se tratando de um clássico local. “O jogo por si só é peculiar, porque traz a tradição, a disputa, a rivalidade. Somando-se a esses ingredientes todos temos o fato de ser um jogo decisivo, que aponta um dos semifinalistas da Copa do Brasil. Imagino uma disputa parelha, de detalhes, como sempre acontece”, projetou.

O Cruzeiro terá o desafio de encarar os primeiros 90 minutos pela vaga nas semifinais da competição nacional em meio a crise que o clube tem passado sendo alvo, inclusive, de operações policiais. Apesar disso, no campo, há problemas. O treinador não conta mais com jogadores importantes, como Lucas Silva, cujo contrato terminou e não foi renovado, além de Raniel e Murilo, ambos vendidos. O meia Rodriguinho, por sua vez, está afastando para ser submetido a uma cirurgia.

Mesmo assim, uma provável escalação deve ser Fábio, Lucas Romero, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves, Marquinhos Gabriel e Fred..

 

ATLÉTICO MINEIRO – O Galo tem a intenção de conseguir um bom resultado neste primeiro embate para decidir a classificação na próxima quarta-feira (17), às 18h15, no Independência.

Em relação ao time, o Atlético Mineiro buscou um lateral-esquerdo, Lucas Hernandez, contratou um volante, Ramon Martínez e contou com a volta de Rômulo Otero. Sendo que todos estão aptos a entrar em campo hoje. Todavia, a base da equipe não sofreu mudanças e só Adilson será desfalque em comparação a última partida antes da parada para a Copa América.

Com isso, a provável escalação para o clássico deve ser Victor; Patric, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; José Welison, Elias e Cazares; Luan, Chará e Alerrandro.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here