Os veículos foram completamente consumidores pelo fogo – Fotos/PRF

 

A pista norte da BR-163/364, no sentido Rondonópolis a Cuiabá, foi liberada para tráfego de veículos às 15h59 de ontem (8), devido a um acidente ocorrido por volta das 9 horas. Na grave colisão, envolvendo três veículos de carga, sendo que dois foram completamente destruídos pelo fogo, felizmente apenas um dos motoristas se feriu, e sem maior gravidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

A Rota do Oeste, que é a Concessionária responsável pela manutenção do trecho, informou que a liberação da pista ocorreu após reposicionamento dos veículos, desobstrução e limpeza da pista pelas equipes da Concessionária. Por volta das 20h, um leitor do A TRIBUNA fez contato com a reportagem e relatou ainda lentidão no sentido Cuiabá da rodovia, especialmente na região de Serra.

As equipes de socorristas que atenderam o acidente conseguiram identificar cinco ocupantes dos veículos. Quatro assinaram termo de recusa de encaminhamento médico e uma quinta pessoa foi socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro de Cuiabá com queimaduras nas pernas. Tudo indica que seja o motorista de uma das carretas que pegou fogo, que teve a calça incendiada e se desvincilhou da mesma para tentar evitar as queimaduras.

Os veículos envolvidos foram uma carreta com placa de São Paulo/SP, da Caixa Econômica Federal, que estava vazia e foi incendiada; uma carreta com placa de Rondonópolis, carregada com combustível e que também pegou fogo; e uma carreta com placa de São José do Rio Claro, que transportava fertilizante, sendo que houve derramamento de parte da carga na pista.

As informações iniciais apontam que houve uma colisão traseira, seguida de colisão lateral. A suspeita é de que a carreta da Caixa Econômica Federal perdeu o freio e bateu na carreta que estava carregada com 43 mil litros de óleo diesel, ocasionando a explosão e o incêndio que destruiu os dois veículos por completo. O fogo também se espalhou para a vegetação seca às margens da pista, mas foi controlado pelos bombeiros.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here