Papo Político

[email protected]

508

1- SENHORES E SENHORAS,

durante as festividades do aniversário do Município de Primavera do Leste, na última segunda-feira (13), o nome do deputado estadual Thiago Silva (MDB) foi bastante comentado pela classe política estadual, que o deputado, recentemente chegado na Assembleia Legislativa, abandone seu mandado e se candidate a prefeito de Rondonópolis nas eleições do ano que vem. Pelo que o colunista foi informado, o assédio político foi tanto que o deputado chegou até ficar desconfortável em meio à “nata” política. Neste grupo, também estava o governador Mauro Mendes (Dem), que também apoia a ideia junto com o senador Jayme Campos (Dem). Conforme o Colunista já abordou, Thiago Silva até então não tem projeto político voltado a concorrer à Prefeitura local, pois não quer ficar com a imagem de que fez da eleição de deputado estadual um trampolim político para tentar o Paço Municipal.

 

Deputado Thiago Silva: “É tido hoje como o único páreo para disputar a eleição contra Zé do Pátio, o qual deverá disputar a reeleição…”

 

2 – EM NOSSA AVALIAÇÃO

e também de muitos antenados na política local e estadual, Thiago Silva hoje é tido como o único páreo para disputar e vencer a eleição contra o atual prefeito Zé Carlos do Pátio (SD), o qual deverá disputar a reeleição. Segundo o histórico eleitoral, Zé do Pátio tem na cidade cerca de 30 mil votos cativos, espalhados pelos bairros periféricos, com destaque para a região do Grande Conquista. Porém, a Coluna teve informações de lideranças daquela região, que o prefeito não está com esta bola toda, pois a população está revoltada com falta de cumprimento de promessas, em especial das obras de asfalto prometida em sua totalidade. Já são mais de dois anos de governo e a região ainda continua sem asfalto. Mas percebe-se que o prefeito começou nesse terceiro ano do mandato a lançar várias obras pela cidade e até o ano que vem poderá lançar muitas outras, já em campanha pela reeleição. E como se sabe, na política o entendimento é que “junto ao eleitorado, sempre é a última imagem que fica”.

3 – LEMBRAMOS

aqui, que desde que tomou posse o governador Mauro Mendes (Dem) ainda não visitou Rondonópolis. Mas esta situação deve mudar. O Colunista foi informado que o presidente municipal do Dem, o empresário Israel Borges, está a frente dos preparativos da visita do governador junto com uma comitiva de deputados estaduais, federais e o senador Jayme Campos na cidade. Durante a programação está a visita ao prefeito Zé do Pátio, que foi adversário na campanha ao apoiar a reeleição de Pedro Taques, e um grande ato político do Dem, com anúncios de várias obras para causar impacto com vistas as eleições municipais do próximo ano. Vamos aguardar essa programação.

4 – UM DIA DESSES

nos bastidores da política local, o Colunista colocou em discussão o fato do vereador Reginaldo Santos (Sem Partido) está andando tanto pelos bairros, visitando servidores públicos da saúde, educação e outros. Além de marcar presença em quase todos os eventos públicos de nossa cidade. Muitas pessoas estão avaliando a situação de que o vereador está com o propósito de mostrar trabalho e garantir a reeleição em 2020 – ele que não conseguiu em 2016, ficando como suplente e assumindo no lugar de Thiago Silva, que se elegeu deputado estadual. Outros partidários, mais otimistas, estão arriscando que Reginaldo poderá encabeçar uma candidatura a prefeito. Agora sobre esta segunda possibilidade, fomos informados que o vereador recebeu o convite de um grupo político da cidade, que detém o comando de dois partidos, para ser candidato majoritário nas próximas eleições. Sobre a situação, o vereador desconversa e diz que já é de sua conduta estar presente em meio à população e que seu propósito é cumprir o mandato de vereador. No domingo passado, falamos que Reginaldo deixou o Cidadania e até então, ele já foi convidado por cinco siglas para assinar ficha, inclusive do Podemos do deputado federal José Medeiros.

5 – NA SEMANA

que passou, durante a sessão ordinária da Câmara Municipal ocorrida na última quarta-feira (15), um grupo de vereadores, sem levantar maiores detalhes, comentou que existe a possibilidade do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) não disputar a reeleição. O mais engraçado na conversa é que o sucessor do partido Solidariedade para concorrer a Prefeitura no lugar de Pátio poderia ser o vereador Vilmar Pimentel (SD). Tal fato é duvidoso, pois nos últimos dois anos Pimentel, mesmo sendo do mesmo partido do prefeito, é igual água e óleo com Pátio. Logo não estaria com este prestígio todo para disputar a eleição de prefeito no partido o qual Pátio é o presidente estadual e em seu lugar.

6 – O NOME DO

ex-governador de Mato Grosso, Pedro Taques ganhou holofotes nesta semana. Ocorre que um relatório da Polícia Federal apontou que não há indícios de que o ex-governador tenha sido o mentor do esquema que ficou conhecido como a “grampolândia pantaneira”. As investigações ocorreram ainda no ano passado, quando o caso ainda estava no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O documento é assinado pelo delegado federal José Borges e ressalta que não há prova robusta para confirmar a participação de Taques, porém afirma que não se pode excluir a hipótese de que o ex-gestor tinha um esquema de interceptações. Agora como o tucano não tem mais foro privilegiado, o caso desceu para a 7ª Vara Criminal de Cuiabá, mas segue sob segredo de justiça. Este escândalo dos grampos foi um dos casos que mais desgastaram a administração do ex-governador.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here