Temer pode mudar para sala de estado-maior a pedido da defesa

293
Foto: Arquivo

A defesa do ex-presidente da República Michel Temer informou ontem (11), por meio de nota, que a Superintendência da Polícia Federal (PF) em São Paulo requereu nesta sexta-feira (10) autorização para que Temer cumpra prisão preventiva na sala de estado-maior de um batalhão da Polícia Militar, em São Paulo.

De acordo com o advogado Eduardo Carnelós, o pedido à Justiça para a mudança foi feito na última quinta-feira (9), antes de Temer se apresentar à Polícia Federal (PF). Até ontem à tarde, no entanto, não havia manifestação da Justiça Federal do Rio de Janeiro sobre a solicitação. O advogado disse que a Polícia Militar possui sala com as características exigidas pela lei.

Temer e o coronel aposentado João Batista Lima Filho são alvos da Operação Descontaminação, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro, que investiga desvios da ordem de R$ 1,8 bilhão nas obras da usina nuclear de Angra 3. No dia 21 de março, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, acatou pedido do Ministério Público Federal (MPF) e decretou as prisões preventivas de ambos.

Na ocasião, eles foram levados ao Rio de Janeiro, onde ficaram detidos por quatro dias, sendo liberados em 25 de março, conforme liminar concedida pelo desembargador Antonio Ivan Athié. Na semana passada, no entanto, a Primeira Turma do TRF-2 derrubou essa liminar por 2 votos a 1.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here