Papo Político

[email protected]

679
Reginaldo Santos: “Pretende tirar o comando do Diretório Municipal do Cidadania das mãos do vice-prefeito Ubaldo Barros, para ele comandar as escolhas dos candidatos nas eleições municipais…”

1 – SENHORAS E SENHORES,

já abordamos aqui os fatos de uma ciumeira danada do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD), referente a atuação do deputado estadual Thiago Silva (MDB) em Rondonópolis, principalmente as que reivindicam melhorias para a expansão da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat). Pelo que se comenta na política local, Pátio está avaliando que a continuidade da luta em prol a Unemat pelo deputado, seria uma articulação para se lançar prefeito nas eleições do ano que vem. Em reuniões políticas, o prefeito tem feito oposição à atuação de Thiago Silva e também de outros deputados estaduais da nossa região, inclusive o delegado Claudinei Lopes (PSL), a quem Pátio teme uma futura candidatura a prefeito da cidade.

NO MDB

o nome de Thiago Silva é ovacionado por muitos para se candidatar a prefeito de Rondonópolis. O deputado é a bola da vez dentro do partido, mas em caso de uma candidatura a prefeito, como já dissemos aqui, pode ser explorado pelos adversários que o uso da eleição de deputado serviu apenas como trampolim político para o Paço Municipal. Situação avaliada com este norte pela própria equipe do deputado, que além disso não avalia uma candidatura de Thiago Silva como justa, pois estaria deixando a deriva os eleitores das cidades vizinhas e até no nortão de Mato Grosso, que o ajudaram a chegar na AL, pois somente os votos dos rondonopolitanos não seriam suficiente para a sua eleição. Portando, é uma situação que ainda vai ter de evoluir muito até o ano que vem, e acreditamos que o Thiago Silva só sairá como candidato a prefeito se a sua cotação estiver muito alta no município e, ainda, se o grupo do deputado federal Carlos Bezerra, em torno do qual gira todas as articulações do MDB em Rondonópolis e em todo o Estado, não tiver um outro nome para disputar a prefeitura.

2- NA AVALIAÇÃO

do Colunista, esta conduta de ataque do prefeito Zé do Patio aos deputados, não lhe proporciona nada de bom, pois a princípio Thiago Silva descarta a possibilidade de candidatura a prefeito, como também o delegado Claudinei, e sendo assim Pátio poderia se aliar a eles e demais deputados para fazer gestão junto ao governador Mauro Mendes (Dem), a quem ele foi oposição, apoiando a candidatura a reeleição do ex-governador Pedro Taques (PSDB). Pelo que se sabe, o prefeito está tentando várias articulações para conseguir uma aliança com o governo estadual e a destinação de recursos estaduais para investimentos na cidade.

Mas ao que parece os artifícios usados pelo prefeito para se aproximar do governador não são os melhores. Quando uma simples visita ao governador poderia aparar várias arestas. No entanto, parece querer usar da força e da pressão, coisa que não irá funcionar com o governador que tem um perfil austero. No último dia 26, o deputado estadual Lúdio Cabral (PT), que é médico do SUS há 20 anos em Cuiabá, esteve reunido com prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) para uma reunião, momento que foi assediado um pouco mais pelo prefeito. Zé do Pátio teria proposto ao deputado que ele faça pressão no governador Mauro Mendes para que o Estado pague mais de R$ 20 milhões na área da saúde ao município, dívida deixada pelo governo estadual desde o ano passado. E como já frisamos antes, Pátio só não citou que esqueceu de cobrar essa dívida ao ex-governador Pedro Taques (PSDB), ao qual ele hipotecou seu total apoio nas eleições passadas, inclusive como seu coordenador de campanha na região sul/sudeste.

3 – E QUEM PARECE

ter caído em uma armadilha, e ainda não ter se tocado, foi o vice-prefeito Ubaldo Barros, que era do PTB, foi para o PSL, depois para o PP e agora está no antigo PPS, que trocou de nome e agora chama Cidadania. Pelo que o Colunista foi informado, Ubaldo Barros pensa que está com tudo no partido, inclusive com o apoio do vereador Reginaldo Santos. Porém, nem imagina que logo, logo o vereador vai lhe dá um xeque-mate. Ubaldo está acreditando na executiva estadual do partido, que lhe deu o comando da Comissão Provisória, na certeza que irá formar o Diretório Municipal do Cidadania e continuar no comando da sigla na cidade, e depois homologar a própria candidatura a prefeito. Mas nem imagina que por trás tem a articulação do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD), junto ao diretório regional do partido para engessar a sua pré-candidatura a prefeito e vir a ter o apoio do Cidadania à sua reeleição. Ocorre que o vereador Reginaldo, que é bem articulado, também estaria com o propósito de se tornar o presidente do diretório local, e é a militância do partido que elege o presidente. E nesse ponto, na nossa análise, hoje o Reginaldo tem os votos da maioria dos membros do antigo PPS. Vale ressaltar que o diretório é quem homologa as candidaturas, proporcionais e a majoritária, para disputar as eleições, e inclusive se comenta que o próprio Reginaldo Santos também tem pretensões em relação ao Paço Municipal, como candidato a prefeito ou até mesmo como vice.

4 – NESSA SEMANA

o tema político que foi bastante comentado foi a articulação do deputado federal Nelson Barbudo (PSL), que derrubou o recém indicado pelo deputado federal Carlos Bezerra (MDB) do comando da Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Mato Grosso, o engenheiro agrônomo Claudinei Chalito da Silva, que permaneceu menos de quatro dias no cargo, pois a sua nomeação foi revista após Nelson Barbudo informar ao Governo Federal a ligação estreita do servidor com o Partido dos Trabalhadores, a quem no passado já teria até ter feito doações para campanhas petistas. Desde a nomeação, Barbudo se mostrou contrário a ela. Em um áudio vazado, o parlamentar critica a escolha de um ‘petista’ para o cargo e manifesta simpatia na nomeação de seu colega de partido Gilberto Cattani, pequeno pecuarista que teve 11,6 mil votos na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa na eleição do ano passado. Agora, seria mesmo o indicado para o Incra ligado ao PT ou uma mera articulação de Barbudo para colocar o seu indicado no poder?

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here