Novo comando em entidade representativa de setor que movimenta R$ 15 bilhões/ano

0
Amarildo Perin: 2019 já começou como um período de grandes desafios para o mercado – Foto: Divulgação

O Conselho Estadual das Associações das Revendas de Produtos Agropecuários do Estado de Mato Grosso (Cearpa-MT) empossou a nova diretoria para o biênio 2019/2020, com a presença de associados, representantes de entidades de classe do setor agropecuário e também do governo estadual. A entidade reúne 14 associações com sedes nos municípios de Campo Verde, Primavera do Leste, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Ipiranga do Norte, Tapurah, Sapezal, Campos de Júlio, Campo Novo do Parecis, Tangará da Serra, Diamantino e Rondonópolis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

– IGUAÇÚ MÁQUINAS – (clique e saiba…)


 

Ao todo, são dez centrais de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas que colocam Mato Grosso em destaque no cumprimento da lei nº 9974/00, que tornou responsabilidade do setor o recolhimento das mesmas. Atualmente, o Cearpa é responsável por 90% das embalagens recolhidas no estado que chegam em torno de 11 mil toneladas por ano.

O Cearpa MT reúne associações compostas por mais de 200 empresas revendedoras de produtos agropecuários, que juntas movimentaram no último ano em torno de R$ 15 bilhões entre fertilizantes, defensivos e sementes. Setor que é responsável pela geração de cerca de 4,5 mil empregos no estado.

De acordo com o ex-presidente do Cearpa-MT, o empresário de Campo Verde, Gilson Provenssi, a sensação é de dever cumprido. “Conseguimos nesta gestão que se finda se aproximar do setor governamental e promover discussões sobre projetos de lei. Hoje temos mais abertura para dialogar com outras entidades governamentais e de âmbito privado sobre fiscalização e tributação. Essa foi a principal evolução tivemos nesses dois anos”, explicou Provenssi, que ocupa o cargo de conselheiro na nova gestão.

Segundo o presidente recém-empossado, Amarildo Perin, 2019 já começou como um período de grandes desafios para o mercado, novo governo, novas políticas e novos planos econômicos, que interferem no poder de investimentos no setor. “Venho acompanhando o crescimento do Cearpa ano após ano e parabenizo as gestões anteriores pela brilhante condução desta entidade até então. Daremos continuidade as ações que proporcionam cada vez mais a profissionalização dos distribuidores, a viabilização da produção através de créditos, transferência de tecnologias com responsabilidade socioambiental em conjunto com as centrais de recebimento de embalagens vazias, culminando com a perpetuação da atividade de distribuição de insumos, seus distribuidores e suas atividades afins”, ressaltou Perin.

Para o diretor-presidente da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav), Antônio Henrique Botelho Lima, a existência do Cearpa-MT fortalece a união da classe, a defesa dos interesses dos distribuidores, preservação do meio ambiente por meio da venda de produtos legalizados, com uma eficiente assistência técnica no campo. “Apoiamos o produtor rural dentro da sua propriedade auxiliando no aumento da produtividade e implementado tecnologias”, explicou Botelho durante a cerimônia, realizada em Cuiabá.

O evento contou com a presença de representantes de entidades parceiras: Coordenadora de operações do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), Rosângela Soto, do presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT), Antônio Galvan, do diretor executivo do Fundo de Apoio à Cultura da Semente (Fase MT), Lécio Monteiro, do superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Otávio Celidonio, do secretário adjunto de Empreendedorismo, Investimento e Agronegócio de Mato Grosso da Sedec, Walter Valverde Junior e do superintendente do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), Daniel Latorraca.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here