Pedra Preta: Vereadores reprovam relatório e Ná continua prefeito

2
Registro da sessão extraordinária da Câmara Municipal que analisou o relatório da Comissão Processante – Foto: Divulgação

Os vereadores da cidade vizinha de Pedra Preta reprovaram o relatório final da Comissão Processante (CP) que apontava o cometimento de crimes de improbidade administrativa e fraude processual por parte do prefeito Juvenal Pereira de Brito, o Ná (MDB), que continuará à frente do cargo. A sessão extraordinária que analisou o relatório da CP aconteceu ontem (8) e o mesmo dependia do voto favorável de ao menos oito dos onze vereadores da Casa para ser aprovado, hipótese na qual o prefeito seria cassado e afastado imediatamente do cargo.

O prefeito foi acusado de ter comprado vinte mata-burros para serem usados em estradas vicinais da zona rural da cidade sem licitação, o que caracteriza o crime de improbidade administrativa, e de ter atuado para esconder o seu erro, tentando vender os tais mata-burros para terceiros por um preço abaixo do mercado após ser descoberto pelos vereadores, caracterizando o crime de fraude processual.

A sessão que analisou o relatório final da CP começou às 15 horas e foi encerrada por volta de 19h30, com alguns momentos tensos, mas sem registro de nenhuma ocorrência de agressão ou algo parecido. O relatório final elaborado pela CP apontava a participação do prefeito nos ilícitos e pedia a cassação do seu mandato e seu consequente afastamento em definitivo do cargo, mas o relatório acabou sendo arquivado pelo placar de seis votos favoráveis e quatro contra. Ainda assim, o documento deverá ser enviado para o Ministério Público, que poderá dar prosseguimento às investigações e até oferecer denúncia à Justiça.

Votaram a favor da aprovação do relatório final da CP e da consequente cassação do prefeito os vereadores Edson Deolindo Lima, o Amarelinho (SD), Iraci Ferreira de Souza (PSDB), Luciana Melo Heitor Duarte, a Luciana Enfermeira (PP), Nancy Konno Tosta Bereta (SD), Vanderlei Sartori (PSDB) e Laudir Martarello (PSD). Os vereadores que votaram contra a aprovação do relatório e a favor da permanência do prefeito no cargo foram Davi de Oliveira Pinto (PSC), Lenildo Augusto (PR), Ronaldo Pereira dos Santos (SD) e Valteir Rodrigues Gomes (PSC).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here