Início do ano letivo movimenta economia

Período de volta às aulas gera otimismo para papelarias locais

15
Foto: Deivid Rodrigues/atribunamt.com.br

O início do ano letivo tem movimentado e trazido bastante expectativa para as papelarias de Rondonópolis. Nesses estabelecimentos, os estoques de materiais escolares foram reforçados para essa época do ano e os empresários acreditam que as vendas devem se intensificar agora entre os meses de janeiro e fevereiro.

Para o proprietário da Papelaria Macropel, Edson Ferreira, a expectativa para este ano é boa. Ele repassou que aguarda um aumento nas vendas de oito a 10% em comparação com o ano passado.

Edson comentou que anda boa a procura por materiais escolares e revelou que o movimento tem se intensificado, com pico no final de janeiro na rede particular. Porém, segundo ele, para os pais com filhos na rede pública o pico na procura pelos materiais escolares começa a partir da primeira quinzena de fevereiro.

E para atender toda a clientela, Edson afirmou que o seu estabelecimento preparou um estoque de produtos bem variados e, inclusive, com lançamentos. “Estamos prontos para atender toda a demanda da cidade”, enfatizou o empresário. O proprietário disse ainda que há saída de todos os tipos de materiais escolares, sendo desde uma borracha até uma mochila.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Já o dono da Papelaria Perpétuo Socorro, Rafael Merlim Rocha da Silva, acredita que a expectativa das vendas nessa época de volta as aulas está melhor que no ano passado. Segundo ele, em 2018 o movimento foi fraco e os clientes deixaram para comprar materiais escolares muito em cima da hora e preferiram efetuar o pagamento de forma parcelada.

Agora, em 2019, a situação para Rafael é outra, visto que as pessoas foram a procura dos itens para este ano letivo mais cedo. Além disso, o dono da papelaria reiterou que há clientes que estão comprando no dinheiro à vista ou em uma vez no cartão. “É sinal que o povo está com mais dinheiro”, observou o empresário.

Questionado sobre como está a procura por materiais escolares, o comerciante da Perpétuo Socorro respondeu que está boa e que as pessoas têm procurado o seu estabelecimento com orçamento pronto para pegar os materiais escolares e fechar a venda.

Rafael afirmou que o movimento na papelaria deve se intensificar com a proximidade do início das aulas. “Para compras de materiais para rede particular deve ser agora entre o final de janeiro e início de fevereiro. Já no meio de fevereiro deve intensificar a procura com foco nas aulas da rede pública”, revelou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here