Anúncio foi feito pela companhia aérea ontem durante reunião com representantes do poder público e empresários – Foto: Matusalém Teixeira

A partir da segunda quinzena de fevereiro, Rondonópolis deve fazer parte dos destinos da América do Sul Táxi Aéro, a Asta. O anúncio foi feito pelo analista comercial da empresa, Jean Carlos Simi, durante reunião com representantes do poder público e empresários, na manhã desta quarta-feira (30), no auditório da Associação Comercial e Industrial de Rondonópolis (Acir). A empresa, instalada há mais de 15 anos em Mato Grosso, pretende colocar, inicialmente, à disposição dos rondonopolitanos dois voos regulares diários para Cuiabá, ida e volta, no início da manhã e outro no final da tarde.

Para o secretário municipal de Transportes e Trânsito, Rodrigo Metello, a vinda da Asta é importante para preencher uma lacuna de voos para capital, já que a Azul deixará de operar esse destino neste começo de fevereiro. “Fomos em busca de uma resposta para esta necessidade e nos deparamos com interesse da empresa, que já opera há alguns anos com a conexão no Estado, de vir para cá. Os voos, previstos já para a segunda quinzena de fevereiro, serão grande valia, pois vão preencher um espaço no mercado local”, disse, acrescentando que o Município tem dado toda a segurança para que as operações aconteçam.

As decolagens para a capital mato-grossense serão às 7h e às 18h, no Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco. De Cuiabá, os voos com destino a Rondonópolis partem às 6h e às 16h do Aeroporto Marechal Rondon, localizado na cidade vizinha de Várzea Grande. No voo da manhã, antes de seguir para Cuiabá, haverá uma parada em Primavera do Leste. No voo da tarde, a aeronave vem de Primavera do Leste, passa em Rondonópolis e segue para a capital.

O horário dos voos vai permitir que os passageiros consigam fazer uma conexão tanto para outros estados como para o interior do estado, nas regiões onde a Asta já opera. Atualmente, a companhia realiza voos diários com passageiros partindo de Cuiabá com destino a Tangará da Serra, Sapezal, Primavera do Leste, Juara, Água Boa, Confresa, Canarana, Vila Rica e São Félix do Araguaia.

Segundo Jean, a aeronave utilizada pela Asta para fazer os voos será do modelo Grand Caravan Cessna. As aeronaves têm capacidade de transportar nove passageiros e dois tripulantes, com autonomia de voo de seis horas e 30 minutos, voando a velocidade média de 300 Km/h. Fala-se que a empresa estaria preparando uma aeronave para 19 passageiros para operar no trecho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here