Sem definição: Seduc ainda não definiu data para matrículas em escola militar

35
A tão aguardada Escola Militar Tiradentes em Rondonópolis continua só na promessa até o momento – Foto: Arquivo

Apesar de já contar com um prédio cedido em condições de começar a funcionar de imediato, a tão aguardada Escola Militar Tiradentes em Rondonópolis continua só na promessa até o momento. Pelo menos é o que informou a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), que disse estar verificando as condições estruturais do prédio para então definir as datas para início das matrículas e das aulas.

A Escola Militar Tiradentes, que em Rondonópolis receberá o nome do Major da PM Enerstino Veríssimo da Silva, funcionará em um espaço cedido pelo Oratório Filhos de Dom Bosco, localizado no bairro Parque Universitário, que já passou por reformas e adequações, dependendo apenas de detalhes na sua instalação elétrica para estar cem por cento em condições de abrigar a unidade escolar.

Prometida pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB), ainda no ano de 2016, a escola até tem um prédio próprio em construção, que fica no bairro Jardim Maria Tereza, localizado próximo do início da Rodovia do Peixe, mas a obra está paralisada há tempos, tomada pelo mato. A expectativa inicial é de que a mesma começasse a funcionar ainda no ano de 2018, com capacidade para um total de 760 alunos, mas até o momento a expectativa foi frustrada e a população continua a aguardar pela mesma.

As adequações físicas necessárias no prédio do Oratório Filhos de Dom Bosco foram viabilizadas pela Fundação Shalom, da Igreja Assembleia de Deus, em uma parceria inédita, que demonstrou o tamanho da importância que a comunidade local dá para a vinda da primeira escola militar para a cidade.

Em conversa recente entre o deputado estadual Sebastião Resende (PSC) e a nova secretária de Educação do Estado, Marioneide Kliemaschewsk, a gestora garantiu ao parlamentar que a Escola Militar Tiradentes começará a funcionar ainda no mês de fevereiro deste ano, mas a informação não foi confirmada pela Assessoria de Comunicação da Seduc, conforme relatado no início desta matéria.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here