Pedra Preta: Polícia impede furto ao BB e prende sete pessoas

Cinco adultos foram presos e dois menores de idade apreendidos na ação, realizada pelas Polícias Civil e Federal

46
Objetos apreendidos com associação criminosa presa em Pedra Preta – Foto: Polícia Federal

Uma ação da inteligência da Polícia Civil de Pedra Preta, com o apoio da Polícia Federal (PF) de Rondonópolis e agentes da Gerência de Operações Especiais (GOE) da PJC de Cuiabá, prendeu uma quadrilha que planejava furtar o Banco do Brasil de Pedra Preta.

Foram detidos cinco homens e apreendidos dois menores de idade. A ação aconteceu durante a madrugada de ontem (24), quando os suspeitos de integrarem a associação criminosa se organizavam para tentar entrar no estabelecimento bancário.

Segundo foi repassado, ao receber as informações de que o furto poderia acontecer, a PJC montou uma força tarefa e as equipes de apoio se deslocaram para Pedra Preta. Os suspeitos foram abordados, parte tentando iniciar a prática criminosa na agência e parte em uma casa próxima ao banco, que era usada como apoio.

Também foram apreendidos três veículos que eram utilizados pelo grupo (S-10, Gol e Corolla), além de diversos equipamentos que seriam utilizados para o furto, incluindo o corte de caixas eletrônicos.

Todos os detidos foram autuados por associação criminosa e tentativa de furto qualificado, sendo que os maiores de idade ainda autuados por corrupção de menores. Presos e materiais apreendidos foram encaminhados para a Polícia Civil em Rondonópolis, local em que foi feita a lavratura do flagrante.

OS PRESOS

Conforme divulgado ontem pela assessoria da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, os suspeitos presos, maiores de idade, são: Maikon Douglas Alves dos Santos, 22, José Augustinho Souza, 50, Allan Deveny Nogueira Ludwing ,25, Leonardo Martins Leandro, 23, e Bruno Greve, 28.

AGÊNCIA JÁ FOI ALVO DE ASSALTO

A agência do BB de Pedra Preta já foi alvo de criminosos no dia 16 de outubro de 2016, sendo reaberta somente em julho de 2017, causando muitos transtornos para moradores da cidade, que precisaram se deslocar para Rondonópolis nesse período para utilizar os serviços bancários.

A situação também causou prejuízos para o comércio, já que as compras acabavam sendo feitas em Rondonópolis.

No dia do roubo, os bandidos explodiram os caixas eletrônicos e provocaram pânico nos moradores da cidade vizinha.

Homens fortemente armados, além de roubar a agência, também atiraram contra estabelecimentos comerciais e fugiram levando o dinheiro.

Eles atiraram contra os pneus de um ônibus de passageiros, contra uma carreta que trafegava pela BR-364 e tentaram atear fogo em veículo de passeio quando fugiam pela rodovia federal.

O bando fugiu por um matagal deixando um rastro de dinheiro pelo caminho e dois homens acabaram presos posteriormente por participação no assalto. Até hoje a quantia levada no assalto não foi divulgada.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here