Trecho Trevão-Crystral da BR-163: Prefeitura ainda não definiu se irá ceder área para obra

10
Empresa trabalha na região há algumas semanas, para duplicar ponto crítico do trecho urbano – Foto: Divulgação

A obra de duplicação na BR-163 no trecho entre o Trevão e a Crystal teve início em meados de setembro. Ao todo, nesta primeira fase do projeto, são 2,3 km que serão duplicados, concluindo assim toda duplicação da rodovia federal entre a divisa com Mato Grosso do Sul e Rondonópolis. Conforme já noticiado anteriormente, dentro dos 2,3 quilômetros de extensão, há um grande trecho que pertence ao Município de Rondonópolis. Para esse trecho, só é possível passar a duplicação se a Prefeitura fizer a cessão da área. Caso contrário, a empresa só pode duplicar 500 metros do total de trecho a ser beneficiado.

Recentemente, o A TRIBUNA publicou uma reportagem sobre o início do trabalho no local pela Rota do Oeste, concessionária que administra a rodovia e é responsável pela obra. Na ocasião, lembramos que a cessão da área ainda não havia sido feita. Passados mais de 20 dias, a situação permanece e o andamento do trabalho começou a ser questionado. Há, inclusive, informações que circulam no meio empresarial de que a empresa irá retirar as máquinas da região, porque não tem como seguir com a obra sem poder passar pela área do Município. O Jornal A TRIBUNA recebeu, inclusive, informações de que amanhã (6) essa retirada teria início.

Em contato com a Rota do Oeste, a empresa afirmou que não está previsto a retirada das máquinas do local por agora, e que vão seguir com o trabalho que ainda não é tratado por eles como obra, mas como uma preparação para os serviços iniciais. A empresa ainda disse que, caso seja necessário a retirada das máquinas, fará a comunicação formal para todos. A Rota do Oeste lembra que, caso a cessão da área não aconteça, não está descartado que em algum momento o serviço possa parar, já que não há como seguir com o mesmo.

A DUPLICAÇÃO – A obra de duplicação atenderá o trecho que vai do quilômetro 117,3 até o quilômetro 119,4 da BR-163. Será edificada uma pista nova no sentido Sul e serão construídos ainda quatro novos acessos às marginais (uma já existente e outra que será construída na segunda etapa do projeto), além de dois retornos em nível. Já a remodelação do Trevão ficará para uma segunda fase, também devido a falta de acordo entre a empresa e a Prefeitura de Rondonópolis.

3 COMENTÁRIOS

  1. A PIOR COISA EM UMA ADMINISTRAÇÃO É A CENTRALIZAÇÃO DE PODER, ESTE É O ERRO DO ATUAL MANDATARIO DE NOSSO MUNICIPIO. E VAI PIORAR COMO EXEMPLO O NOSSO TRANSITO INFERNAL

  2. NAQUELE TRECHO PARA CEDER E CONTINUAR A OBRA, SERÁ QUE O PREFEITO QUER CONSTRUIR AÍ, À BEIRA DA RODOVIA, UM CEMITÉRIO PARA ELE???????? QUANTA IGNORÂNCIA E QUANTA INCOMPETÊNCIA!!!

  3. Se o rondonopolitano continuar elegendo prefeitos populistas e sem visao de desenvolvimento economico, como vem acontecendo nos ultimos 3 mandatos, nossa cidade entrará em franca decadencia. Governar uma cidade, para Ze do Patio, se restringe a fazer asfalto na periferia. Só isso. O prefeito anterior nem sequer conseguiu fazer uma ponte duplicada sobre o rio vermelho, como seria o correto. Vemos nossas grandes empresas sem nenhum aparato do poder publico, abandonadas a propria sorte. Nem asfalto tem nos distritos industriais. Enquanto isso, o nortão do estado, principalmente Sinop, investe pesado em infra estrutura de produçao e atraçao de empresas. Em breve, irão construir uma ferrovia para escoamento da produçao até o porto de santarem; quando isso acontecer, o nortão vai explodir e engolir rondonopolis com seus projetos de prefeitos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here