Operação contra facção criminosa cumpre mandados de prisão em Rondonópolis

0
Foram cumpridos 54 mandados de prisão em Rondonópolis e mais seis cidades de MT – Foto: Polícia Civil/MT

A Operação Insurgentes, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil (PJC), cumpriu nove mandados de prisão na Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa (Mata Grande), contra reeducandos que cumprem pena por outros crimes, além de cinco mandados de prisão preventiva contra pessoas que vivem na cidade. Uma sexta pessoa, com mandado de prisão, não foi localizada e é procurada pela polícia. Em todo o estado, foram 54 mandados cumpridos, sendo que 87 foram expedidos ao todo, entre ordens de prisão, busca e apreensão.

A operação foi coordenada pela Delegacia Regional de Primavera do Leste e pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Além de Rondonópolis, foram cumpridos mandados em Cuiabá, Sinop, Primavera do Leste, Pedra Preta, Alto Araguaia e Poxoréu.

A “Insurgentes” foi resultado de trabalho de apuração de aproximadamente 10 meses, com foco na ramificação da organização criminosa que atua na região sudeste do Estado. As investigações sugerem que a liderança, chamada de “Conselho Final”, seria de reeducandos da Penitenciária Central do Estado (PCE) e que passaria as determinações para lideranças (apelidadas de “vozes finais”) presas no Presídio da Mata Grande, em Rondonópolis, e estas repassariam as ordens para os “disciplinas”, pessoas soltas para que executassem o acordado pela quadrilha.

“O grupo agia buscando liderar o comércio ilícito (de entorpecentes) cobrando uma espécie de aluguel de cada boca de fumo e coagindo os pequenos traficantes para que comprassem a droga de pessoas indicadas por eles. Em algumas cidades, a organização criminosa chegava a intimidar também o comércio lícito exigindo que comerciantes ‘pagassem’ para não serem assaltados, por exemplo”, explica a delegada Anamaria Machado Costa, titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Primavera do Leste.

4 COMENTÁRIOS

  1. MAS SE NÃO ACONTECER O SONO ETERNO DESSES BANDIDOS, QUANTO TEMPO VÃO PERMANECER NA CADEIA, JÁ QUE ADVOGADOS DE PLANTÃO PARA DEFENDÊ-LOS EXISTEM AOS MONTES.

  2. Isso é efeito Wagner plaza machado junior e seu irmao gustavo da silva machado ambos juiz e diretor da cadeia isso que deu os bonde para as penintenciarias.

  3. ESSE TIPO DE GENTE NÃO PRESTA, NÃO TEM RECUPERAÇÃO, SÃO LIXO, MOTIVO SUFICIENTE PARA DORMIR ETERNAMENTE NO CEMITÉRIO. A SOCIEDADE ORDEIRA AGRADECE.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here