Na Itália, artista plástico ganha segundo prêmio internacional

21
Petterson Silva, artista plástico rondonopolitano recebendo o prêmio na Itália – Foto: Divulgação

O artista plástico rondonopolitano Petterson Silva ganhou o Prêmio Giulio Cesare, em evento realizado no último dia 7 de julho, no Velli Palace, em Roma, na Itália. O artista local representou o Brasil em um dos principais prêmios de arte da Itália, que é concedido anualmente, reunindo artistas do mundo todo, e que se destacam em diversos segmentos das artes. O prêmio foi idealizado pelos gêmeos italianos Francesco Russo e Salvatore Russo, visionários marchands e curadores, também criadores do Prêmio internacional Leonardo da Vinci.

Um dos grandes expoentes de sua geração, Petterson Silva levou o prêmio com a obra intitulado “Aliança”, feita com técnica óleo sobre tela. A obra faz uma referência à riqueza da fauna brasileira e um alerta sobre a necessidade da preservação da região pantaneira. A obra que mostra as araras azuis teve repercussão mundial dentre vários trabalhos feitos mundo à fora, pelo incrível realismo que foi apresentado.

Obra intitulado “Aliança” feita com técnica óleo sobre tela -Foto: Divulgação

O artista Petterson Silva explicou como consegue atingir o realismo em suas pinturas. “Busco captar a naturalidade, lembro do som das estridentes araras, o cheiro e afeto de uma ave para com outra. Ter o privilégio de contemplar essas aves e a região onde habitam, ajuda muito para a conclusão de uma obra com resultado satisfatório. Representar o Brasil na Itália em um dos principais prêmios de arte é um privilégio. Me sinto honrado, e vejo que a arte brasileira está sendo valorizada e respeitada na Europa”, disse.

Ele explica que a oportunidade de representar o Brasil na Itália surgiu há aproximadamente 30 dias, através de um e-mail. “Eu já conhecia o idealizador do Prêmio Giulio Cesare, pelo Facebook. Não sabia que ele era influente no mundo das artes na Itália. O Francesco Russo me convidou para receber o prêmio por mérito artístico, pela qualidade de realismo que consigo com minhas pinturas. Esse é o segundo prêmio internacional. O primeiro aconteceu em 2016 em Vaduz-Liechtenstei, mas recebi em São Paulo. Já o prêmio Giulio Cesare fui pessoalmente receber em Roma”, externou.

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns ao artista Petterson Silva pela brilhante conquista enaltecendo Rondonópolis no mundo inteiro!
    Aires José Pereira é escritor com 15 livros publicados, prof. Dr. do Departamento de Geografia da UFMT – Campus de Rondonópolis, Membro pesquisador do NURBA, GEGATO, membro efetivo da Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinense e coautor do Hino Oficial de Rondonópolis, possuindo doutorado em Geografia Urbana pela UFU, Mestrado em Planejamento urbano pela FAU-UnB, especialização e graduação em pela UFMT – Campus de Rondonópolis.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here