Reitora da UFMT, Myrian Serra, deve tratar sobre a pauta de reivindicações dos estudantes da universidade – Foto: Arquivo

A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, está em Rondonópolis hoje (7) para uma reunião com grupos de alunos que integram os comandos de greve, para tratar sobre a pauta de reivindicações dos estudantes da universidade. No campus local, desde o dia 15 de maio, a maioria dos cursos de graduação da UFMT está com as aulas paradas, o que já provoca importantes reflexos no calendário acadêmico. A reitora, que suspendeu o aumento no valor da refeição do restaurante universitário até dezembro deste ano, principal motivação da greve de estudantes, deve escutar as propostas dos alunos grevistas do interior, já que haverá estudantes de outras unidades, como Sinop, Barra do Garças e Várzea Grande.

Em Rondonópolis, os estudantes permanecem acampados na universidade, mas não bloqueiam mais o portão desde que o reajuste no RU foi suspenso. Os alunos de todos os campi da UFMT pagam R$ 0,25 pelo café da manhã e R$ 1 para almoço e jantar. Os valores seriam reajustados para R$ 5 o almoço e a janta e para R$ 2,50, o café da manhã. A proposta dos estudantes do interior é de reajuste para R$ 0,50 o café da manhã e R$ 2,00 almoço e janta. Os estudantes de Cuiabá negociam de forma separada. Os alunos reivindicam para a reitora, além da manutenção do diálogo sobre o aumento no valor do RU, mais participação no Conselho Superior da UFMT, onde são debatidos os assuntos de interesse da comunidade acadêmica.

HOMENAGEM

O Comitê Pró-UFR (Universidade Federal de Rondonópolis) aproveitou a presença de Myriam Serra na cidade, para realizar um ato de agradecimento pelo apoio da mesma junto ao Comitê e a luta para a emancipação do campus local. Na semana passada, o Comitê fez o agradecimento para a Câmara de Vereadores e seguirá com uma agenda com entidades de classe, dirigentes políticos, imprensa e todos que foram parceiros das ações para a conquista da UFR.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui