Brasil precisa das atividades de refino para baixar combustíveis

0
Carlos Naves, pré-candidato a deputado federal: “A paralisação foi dos caminhoneiros, mas o problema real é a mudança da política de preços dos combustíveis” – Foto: Divulgação

Pré-candidato a deputado a federal, o advogado Carlos Naves (PV) vem defendendo que é preciso retomar no Brasil as atividades de refino de petróleo em sua plena capacidade na Petrobras e, com urgência, pois apenas dessa forma será possível baixar os preços dos combustíveis nos postos.

“Após a mudança de governo em 2016, mudaram também a forma de gestão na Petrobras: no governo anterior a gasolina era mantida com preços mais baixos porque o petróleo era usado como política pública. A corrupção na Petrobras era apenas no varejo por dirigentes e políticos do PMDB, PP e PT. Após a mudança de poder em 2016, o petróleo brasileiro passou a funcionar como política de mercado, devolvendo aos rentistas no exterior o controle de preços. Nesse caso, após 2016 o controle da Petrobras vai para as mãos do PSDB, através do presidente Pedro Parente, e a corrupção continuou no varejo e também no atacado, pois o Brasil abre mão de refinar o petróleo aqui e começa a entregar óleo bruto para ser processado nas refinarias lá nos EUA. O Brasil exporta petróleo bruto e importa óleo diesel, ficando susceptível aos preços do barril de petróleo no mercado exterior”, disse.

Para Carlos Naves, outro fator que colaborou também com as altas nos preços da gasolina foi a operação “Lava Jato”. “Se lá no campo a sua vaquinha que te dá leite, queijo e bezerro está com carrapato, você vai dar um tiro na cabeça dela? Foi isso que a ‘Lava Jato’ fez: em vez de punir apenas os dirigentes corruptos, não! Essa operação destruiu tanto as empresas privadas, como a Camargo Correia e Odebrecht, bem como a própria Petrobras e entregou a nossa vaquinha com carrapatos (Petrobras) aos EUA. A nossa gasolina está cara aqui, porque o Brasil virou um fantoche nas mãos dos EUA através do governo Michel Temer. Somos nós que estamos subsidiando a gasolina barata deles com o preço alto da nossa. Estamos pagando a conta da gasolina barata nos EUA, e a culpa é nossa que fomos enganados porque nos falaram que, se a Dilma saísse tudo iria melhorar, e não foi isso que aconteceu”, explicou.

Segundo o pré-candidato, a grande mídia está mudando o foco da discussão, quando tenta levar o debate para a logística brasileira defeituosa de transporte de cargas, que é principalmente o rodoviário. “A paralisação foi dos caminhoneiros, mas o problema real é a mudança da política de preços dos combustíveis promovida por esse governo ilegítimo. Em dois anos, a gasolina subiu de 2,60 para 4,60 reais, em um sistema que está atrelado ao dólar, desnecessariamente. A Petrobras está com sua capacidade de refino de combustível ociosa, pois essa política implantada por Michel Temer prestigia as refinarias norte-americanas em detrimento do interesse nacional”, concluiu Carlos Naves.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here