Vida agitada

1

Tenho muita facilidade
De andar descalço no chão
Mas quando me mudei para a cidade
Não me acostumei com a agitação.
Cobriram a terra com uma camada de asfalto
Fizeram barreiras para atrapalhar a gente
Aqui tem pessoa que pede outra pratica assalto
Confesso que achei muito diferente.
Placas com setas feito labirinto
Quantos edifícios arranhando o céu
Semáforos coloridos adegas de vinho
Pintor de paredes fazendo rapel.
Carros se movendo muito devagar
Ordenadamente bem enfileirados
Fisionomia assustada pôde observar
Etária eu num local errado?
Tinham me falado tão bem daqui
Pelas palavras fiquei impressionado
Mas até agora não entendi
Essa gente não cumprimenta e vivem fechados.
Quero ir embora rapidamente
Voltar depressa para minha vila pacata
Lá tem a luz do luar iluminando a gente
Amizade sincera que o povo desata.

(*) Francisco Assis Silva é poeta e militar – Email:
[email protected]

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here