Claudinei Lopes poderá fazer Dobradinha com Nelson Barbudo

14
Valdemir Castilho, Claudinei Lopes e Nelson Barbudo, ontem em vista ao Jornal A TRIBUNA – Foto: Roberto Nunes/A TRIBUNA

O pré-candidato a deputado estadual e delegado Claudinei Lopes (PSL) poderá fazer dobradinha nas eleições de outubro deste ano com o pré-candidato a deputado federal Nelson Barburdo (PSL), um dos defensores da pré-candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro a presidente da República. A informação foi repassada ontem (19) pelos dois pré-candidatos em visita ao Jornal A TRIBUNA. “Somos do mesmo partido e defendemos os mesmos ideais políticos que o nosso presidenciável. Além disso, somos candidatos da mesma região e poderemos somar forças na disputa das próximas eleições”, externou o delegado Claudinei Lopes.

Em sua visita ao A TRIBUNA, Nelson Barbudo ressaltou que é considerado um dos principais cabos eleitorais da pré-candidatura de Bolsonaro em função dos seus vídeos publicados na internet. “Por este motivo me aproximei de Jair Bolsonaro, por meio do senador José Medeiros (Pode), e construímos uma amizade. Tenho falado com ele duas até três vezes por semana. As minhas ações têm sido direcionadas no sentido de organizar a campanha dele no Mato Grosso. Nestes contatos, ele analisou o meu perfil e disse que precisaria de representantes no Congresso Nacional, caso for eleito, e pediu para eu arriscar o nome à prova das urnas. Em conversa com meus familiares, eles concordaram pois são patriotas como sou”, disse.

Depois de ganhar notoriedade política, Nelson Barbudo passou a ter contato com as lideranças do PSL e recentemente se tornou vice-presidente do partido em Mato Grosso, na chapa que atualmente tem como presidente o deputado federal Victório Galli. “Percebi que enquanto cidadãos temos que nos movimentar, por isso, resolvi tentar a pré-candidatura, a fim de chegar à Câmara Federal, para então dar a minha contribuição a pátria. Ainda é cedo para falar em bandeira de luta, mas sou o pré-candidato que vai chegar no palanque com discurso diferente do trivial. Tenho a filosofia diferente. Estudo política e sou aluno de Olavo de Carvalho. No Brasil é preciso primeiramente desconstruir o que a esquerda fez desde 1985, quando os militares entregaram o poder na ilusão de que nós teríamos uma direita pelo Brasil, mas fomos assolados por um projeto de implantação do socialismo”, declarou.

Ele explica que vem estudando política e chegou a conclusão de que os deputados eleitos devem trabalhar para mudar a legislação brasileira que não funciona. “Nós estamos hoje, num Estado onde as leis não deixam os brasileiros trabalharem. Leis impostas por um sistema esquerdista que quer acabar com a classe média e levá-la para uma base inferior, a fim de se manter na elite dominante. Precisamos de mudar o Congresso para mudar a legislação”, externou.

Na avaliação de Nelson Barbudo, caso Bolsonaro seja eleito poderá contar com a governabilidade necessária do Congresso Nacional. “Acredito que a bancada de deputados e senadores vai ser mudada nas próximas eleições. Nas eleições de 2014 o PT perdeu 40% da sua bancada, deve ser dizimado nas próximas eleições, em função da desordem e corrupção. Mas, se isso não ocorrer, as pessoas se esquecem que o presidente com a caneta na mão, tem a seu favor medidas provisórias e o poder de decreto. Já discuti isso com Jair Bolsonaro. Todos os bandidos que estão no Congresso Nacional sabem que eles chegam no Michel Temer e negocia, na Dilma nem se fala, o Lula era um aproveitador também, mas agora talvez esbarrarão num homem patriota que já declarou que não vai negociar, e medidas mais incisivas podem ser tomadas. Se o Congresso não votar o que for a favor do povo sem propinas e negociatas, poderá responder por isso em um tribunal militar, pois, se necessário for, o apoio das forças armadas será chamado. Nosso projeto não deseja isso, mas se a bagunça continuar, este artifício poderá ser usado”, revelou o pré-candidato.

Nelson Barbudo diz que está otimista com seu projeto de pré-candidatura diante de milhares de apoiadores nas redes sociais e durante o dia-a-dia. “Através dos vídeos recebi centenas de apoio de pessoas que seguem a linha de Jair Bolsonaro. Venho recebendo até 7 mil mensagens por dia. A repercussão tem sido boa e as pessoas tem incentivado. Não sei se será revertido na quantidade de votos necessários, que é de 70 mil, porém estamos construindo o projeto para entrar na disputa”, avaliou.

De acordo com o secretário-geral do PSL, Valdemir Castilho, Nelson Barbudo e o delegado Claudinei Lopes são pré-candidatos únicos do PSL na região. “A estratégia é construir chapa pura para candidatos a deputados estaduais e coligar com outros partidos para a disputa de candidatos a deputado federal. Na chapa estadual, não teremos candidatos a reeleição ou que já disputaram as eleições e tiveram mais de 15 mil votos. Estratégia semelhante usamos no PSL municipal e acabamos elegendo dois vereadores”, lembrou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here