aeroporto marinho franco - rondonopolis - aviao pousando na pista foto

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec) reestruturou 11 projetos e, em parceria com outras secretarias do governo, retomou nos dois últimos anos as obras do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Turismo (Prodestur) que estavam paralisadas, totalizando R$ 278 milhões de investimentos, entre financiamento e contrapartida do Estado.
As obras que contam com financiamento e recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), incluem revitalização de equipamentos turísticos e implantação e recuperação de infraestrutura de apoio ao turismo. O principal foco do programa é o desenvolvimento com a geração de emprego e renda na cadeia do turismo, tanto para o cidadão quanto para o município.

RODOVIA MT-344 DOM AQUINO – JACIARA

O governador Pedro Taques inaugurou a reconstrução de 21 km da rodovia MT-344, entre Jaciara e Dom Aquino, garantindo um asfalto melhor para a população. Além disso, Taques anunciou a continuidade das obras de revitalização nos outros 47 km restantes da rodovia. O investimento é de R$ 16,1 milhões.
Taques também anunciou que irá revitalizar 86 km de rotas turísticas, que dão acesso a diversos pontos turísticos da região. Serão contempladas as seguintes rodovias:
Rodovia MT-457 / Acesso a Cachoeira da Fumaça
Rodovia MT-460 /Acesso ao Balneário Águas Quentes
Rodovia MT-455 / Acesso ao Balneário Águas Quentes
Rodovia MT-471 / Rodovia do Peixe
Rodovia MT-270 / São Lourenço de Fátima
Além de Jaciara e Dom Aquino, as obras ao longo da MT-344 também vão contemplar outros municípios, como Campo Verde, Juscimeira, Rondonópolis, Primavera do Leste e São Pedro da Cipa.
A obra na MT-344, além de melhorar o acesso de moradores e visitantes que viajam a essas cidades, também permitirá que a logística de abastecimento de produtos de bens de consumo seja facilitada e a região possa se desenvolver. Somando a população de cada município, serão quase 300 mil pessoas beneficiadas, sem contar os visitantes e turistas e o transporte de cargas.

RODOVIA EMANUEL PINHEIRO – MT 251

Foto: Roberto Nunes
Foto: Roberto Nunes

Na Baixada Cuiabana estão em andamento duas duplicações muito aguardadas pela população. As obras de duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), que dá acesso a Chapada dos Guimarães, e da Rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040) que liga a Capital a Santo Antônio de Leverger.
O Governo também tem revitalizado a Rodovia Helder Candia (MT-010), a popular Estrada da Guia, e pavimentado a Rodovia MT-020, que dá acesso ao Distrito de Água Fria, melhorando o acesso à região do Lago do Manso. Estas obras fazem parte do programa Pró-Estradas Vale do Rio Cuiabá, que representa um pacote com 66 obras rodoviárias que irão beneficiar 13 municípios da região.

AEROPORTO RODONÓPOLIS

Estão em andamento as obras para ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Maestro Marinho Franco de Rondonópolis. Orçada em R$ 21 milhões, a reforma irá aumentar a capacidade do terminal que passará a receber aeronaves de grande porte como Boeings 737 com capacidade para 169 passageiros. Hoje o aeroporto recebe apenas aeronaves de pequeno e médio portes que possuem assentos para no máximo 100 pessoas.
De acordo com o cronograma do projeto estão previstos serviços na pista de manobras, no pátio de estacionamento de aeronaves e no prolongamento da pista. Além disso, o alargamento da pista e as sinalizações luminosa e horizontal também fazem parte dos serviços.

1 COMENTÁRIO

  1. Prezados, isso aí não importa em nada!
    Há alguns anos atrás tínhamos em nossa cidade vôos regulares para o sul do país, que por sinal estavam sempre lotados e até o valor era bastante razoável.
    Infelizmente nossas lideranças políticas não são capazes de fechar novamente com as companhias aéreas novas linhas de vôos que favoreçam os milhares de migrantes que vieram do sul.
    Hoje, estamos reféns de Cuiabá e obrigados a arriscar a vida nessa BR amaldiçoada. E o pior, para pegarmos vôos cheios de escalas e em horários absurdos! Ridículos

  2. Alguém da mídia sabe informar de quantos metros será a ampliação da pista em Rondonópolis? Qual o comprimento? Largura? E a resistência do piso?
    Espero que desta vez o aeroporto fique com, pelo menos, 2.500 x 45m e resistência do piso até 80 toneladas. Saudações,

    • Senhor Claudio, a ampliação da pista do Aeroporto de Rondonópolis será de 30 metros para 45 metros de largura e de 1.800 metros a 2.260 metros de comprimento. Sobre a resistência do piso apenas a equipe técnica da empresa responsável pelas obras é que saberia responder.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here