br-364-163-farinha-de-osso

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Mato Grosso, Orlando Fanaia, informou ontem ao Jornal A TRIBUNA que está oficializada, através de termo aditivo, a entrada da construtora Metropolitana, do Rio Janeiro, em substituição à construtora Mendes Junior, no consórcio responsável pela duplicação da BR-364/163 no trecho entre Rondonópolis e Jaciara, com cerca de 60 quilômetros de extensão. Até o momento, apenas 18 quilômetros de duplicação foram concluídos nesse trecho em mais de três anos de obras.
Com a entrada da nova empresa, Orlando Fanaia observa que as obras de duplicação no trecho Rondonópolis-Jaciara, paralisadas há um bom tempo, devem ser retomadas com força após o fim do atual período chuvoso, no começo de 2017. Ele destaca que o consórcio com a empresa Metropolitana, que também conta com a construtora Enpa, já está atuando atualmente em serviços de limpeza e drenagem no trecho de sua responsabilidade. “Esse trecho [Rondonópolis-Jaciara] é primordial para a obra de duplicação da rodovia”, avaliou.
Com a continuidade das obras entre Rondonópolis e Jaciara, seria possibilitada a efetivação de uma grande extensão de pista duplicada pela BR-364/163 na região, iniciando na divisa com Mato Grosso do Sul e indo até a Serra de São Vicente. Nesse sentido, o superintendente explicou que o planejamento é que as obras de duplicação do trecho entre Jaciara e o começo da Serra de São Vicente, com 71,6 quilômetros de extensão, sejam concluídas até meados de 2017. Inclusive, ele anunciou que, até 10 de janeiro do próximo ano, 50 quilômetros de pista duplicada devem ser entregues entre Jaciara e a Serra de São Vicente, incluindo pista nova e restauração da pista antiga em concreto.

Até o momento, apenas 18 quilômetros de duplicação no trecho entre Rondonópolis e Jaciara foram concluídos em mais de três anos de obras
Até o momento, apenas 18 quilômetros de duplicação no trecho entre Rondonópolis e Jaciara foram concluídos em mais de três anos de obras

Em relação à negociação em curso para que a construtora Sanches Tripoloni venha substituir a empresa Agrimat na duplicação da BR-364/163 no trecho entre a Serra de São Vicente e Cuiabá, atualmente com obras paradas, Orlando informou que, por enquanto, não há ainda nada concretizado/oficializado. A Sanches Tripoloni vem surpreendendo pelo bom ritmo na condução das obras de duplicação do trecho entre Jaciara e o começo da Serra de São Vicente. Ele reconheceu que a expectativa é que essa negociação também possa estar concluída para que as obras nesse trecho sejam retomadas até o fim do atual período chuvoso.
CREMA – Após realização de audiência pública ontem, o superintendente também anunciou que está prevista para dezembro deste ano a realização de licitação para Contrato de Restauração e Manutenção (Crema) no trecho da BR-364 entre Rondonópolis e Alto Araguaia. Com essa licitação, a restauração desse trecho rumo a Goiás seria concretizada a partir de 2017.

1 COMENTÁRIO

  1. Hahaha e enpa quebra e coloca outra para receber do dnit e fazer um caixa 2
    E pais vergonhoso esse nosso em cadê o ministério público agora pra ver a obra
    Avaliar oque está medido se realmente está executado iriam achar muita coisa

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui