CAPA - aviao da passaredo - rondonopolis - 06-04-15

Os rondonopolitanos vão ficar, mais uma vez, com opções reduzidas para se deslocar via transporte aéreo para outros estados da federação. A Passaredo Linhas Aéreas confirmou ao Jornal A TRIBUNA que deixará de operar o voo direto entre Rondonópolis e Ribeirão Preto (SP) (assim como a rota contrária) a partir de 30 de junho próximo. Com isso, a empresa não disponibilizará também a rota Rondonópolis/São Paulo (SP), com escala em Ribeirão. A empresa vem operando em Rondonópolis com aeronaves ATR-72, para 72 passageiros.
Pessoas que compraram passagens da Passaredo entre Rondonópolis e São Paulo, a partir de 1º de julho próximo, já começaram a receber a informação do cancelamento das reservas. Em janeiro deste ano, a empresa já havia reduzido a frequência dos voos entre Rondonópolis e Ribeirão Preto, que passaram a ser operados somente às segundas, quartas e sextas-feiras. Agora, apesar da eliminação dessa rota, afirmou à reportagem que não deixará de operar em Rondonópolis. Informou que continuará operando com a rota entre Rondonópolis e Brasília (DF) e vice-versa.

Passaredo passará a operar no Aeroporto Municipal apenas com a rota entre Rondonópolis e Brasília (DF) e vice-versa - Foto: Arquivo
Passaredo passará a operar no Aeroporto Municipal apenas com a rota entre Rondonópolis e Brasília (DF) e vice-versa – Foto: Arquivo

A rota Rondonópolis/Brasília, portanto, será a única com destino para outra unidade da federação, partindo de Rondonópolis. As outras empresas aéreas que atuam em Rondonópolis, no caso a Azul Linhas Aéreas e a Asta, mantém atualmente apenas linhas entre Rondonópolis e a capital mato-grossense (Cuiabá) e vice-versa.
Desde 1º de março deste ano, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras eliminou a rota que ligava Rondonópolis à cidade de Campinas, no interior de São Paulo. Essa era a principal linha que operava no Aeroporto Municipal, com o jato Embraer 195, para até 118 passageiros. O volume de passageiros dessa rota, assim como o da Passaredo para Ribeirão, era sempre alto.
A extinção de mais essa rota da Passaredo frustra, mais uma vez, muitos rondonopolitanos, que se valem da praticidade dessa opção para seguir rumo a São Paulo. Outro desapontamento é que o cancelamento surge próximo da implementação dos aparelhos de auxílio à navegação, como o Papi e o Rnav, no Aeroporto Municipal, que o dotarão das condições necessárias de segurança de voo.
Em resposta, a Passaredo não justificou o motivo da eliminação da rota entre Rondonópolis/Ribeirão Preto/São Paulo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here