O jato Embraer 195, a ser usado no voo direto da Azul entre Rondonópolis e Campinas, tem capacidade para 118 pessoas, com TV ao vivo
O jato Embraer 195, a ser usado no voo direto da Azul entre Rondonópolis e Campinas, tem capacidade para 118 pessoas, com TV ao vivo

O aeroporto de Rondonópolis – o Marinho Franco – começará a receber aeronaves com capacidade para mais de 100 passageiros em voos regulares. A Azul Linhas Aéreas confirmou o começo de voos diretos, sem escalas, entre Rondonópolis e Campinas (SP) e vice-versa a partir desta próxima segunda-feira (03/08), com aeronaves Embraer 190 e Embraer 195, com capacidades respectivas para 106 passageiros e 118 passageiros.
Até agora as companhias que operam na cidade vinham utilizando apenas aeronaves com capacidade para menos de 100 passageiros. Atualmente, tanto a Azul como a Passaredo Linhas Aéreas utilizam em seus voos no aeroporto de Rondonópolis apenas aeronaves do tipo ATR-72, para 72 passageiros. No ano passado, a Azul também se valeu na cidade, por um período, de aeronaves do tipo ATR-42, para 46 passageiros.
Desde fevereiro de 2014, a Azul tinha deixado de realizar voos diretos partindo de Rondonópolis com destino para fora do estado de Mato Grosso, passando a oferecer aos passageiros locais voos apenas para Cuiabá. O novo voo da Azul, dessa forma, ampliará a oferta de destinos aéreos em âmbito local.
O voo entre Rondonópolis e Campinas sairá às 9h50 com chegada ao destino às 12h46. No rota inversa, entre Campinas e Rondonópolis, sai 8h26 com chegada ao destino às 9h20. Os voos serão entre segunda e sexta-feira, a partir do próximo dia 3. Segundo a Azul, o plano de voo servindo essa rota alternará jatos Embraer 190 e Embraer 195, este com TV ao vivo.
A cidade de Campinas, em São Paulo, é o maior hub de operações da Azul, onde os clientes de Rondonópolis terão à disposição conexões para mais de 55 destinos nacionais, além de voos internacionais para os Estados Unidos. Segundo a empresa, o novo voo direto contemplando Rondonópolis aposta na força do agronegócio regional e viagens de negócios.
A operação de aeronaves com mais de 100 passageiros em Rondonópolis está sendo possível agora graças à homologação da Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo (EPTA) no aeroporto municipal, que passou a funcionar desde junho passado. Com a EPTA em funcionamento, a categoria do aeroporto municipal evoluiu de SWRD para SDRD.
BRASÍLIA – A Passaredo Linhas Aéreas também anuncia que passará a operar com voo direto, sem escala, entre Rondonópolis e Brasília (DF) e vice-versa a partir do próximo dia 31 de agosto, conforme consta em seu site na internet. Hoje a empresa já opera com voos diretos entre Rondonópolis e Ribeirão Preto (SP), com conexões para várias cidades. O voo direto entre Rondonópolis e Brasília, contudo, vinha sendo prometido para iniciar desde maio passado, mas, desde então, todo mês este novo voo sem escala vem sendo postergado para o mês seguinte.

1 COMENTÁRIO

  1. Só que a população precisa saber do descalabro, dos taxistas, que cobram até 100,00 reais daqui do centro até o aeroporto, enquanto as vans cobram 57,00 reais também daqui do centro de Rondonópolis ao aeroporto de Cuiabá, que fica a 213 km. Enquanto o nosso aeroporto aqui fica a 16 km.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here