Aeroporto de Rondonópolis, que aparece como o quarto em movimentação de passageiros em Mato Grosso, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil, carece de investimentos
Aeroporto de Rondonópolis, que aparece como o quarto em movimentação de passageiros em Mato Grosso, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil, carece de investimentos

Após as muitas reclamações de usuários, o Município começa a anunciar investimentos que vão amenizar os problemas verificados no Aeroporto Municipal de Rondonópolis, especialmente no terminal de passageiros. O secretário municipal de Transportes e Trânsito, Argemiro Ferreira, repassou ao Jornal A TRIBUNA que várias melhorias estão em andamento ou em processo de viabilização, inclusive a aquisição pela Prefeitura de um aparelho de raio-x para bolsas e bagagens de mão.
Conforme Argemiro, uma das melhorias no terminal de passageiros é a realização de uma reforma geral nos banheiros, cuja previsão de conclusão dos serviços abrange em torno de mais 20 dias. Outra providência, segundo ele, é para o funcionamento em breve da lanchonete no terminal de passageiros. Para isso, ele explica que está adequando o espaço e preparando uma nova licitação para o próximo mês de junho. Com o intuito de evitar que empresas compareçam com documentação irregular, inviabilizando o processo, assim como já ocorreu, adiantou que já vem contatando empresas interessadas e orientando acerca dos documentos necessários.
Uma novidade é a aquisição de um scanner de aeroporto (aparelho de raio-x) para a sala de embarque. A ausência do aparelho faz com que os usuários tenham de abrir bolsas e bagagens de mão para conferência dos agentes. Argemiro Ferreira revelou que a Prefeitura vai adquirir um aparelho de raio-x através do sistema de adesão à ata de registro de preço. Com isso, acredita que o aparelho deve estar instalado no terminal de passageiros em no máximo 50 dias. O scanner deve sair, segundo ele, por cerca de R$ 90 mil, mais barato do que os valores de mercado.

Município anunciou aquisição de um scanner de aeroporto (aparelho de raio-x) para o terminal aeroportuário de Rondonópolis
Município anunciou aquisição de um scanner de aeroporto (aparelho de raio-x) para o terminal aeroportuário de Rondonópolis

O secretário anunciou que a Prefeitura também já encaminhou providências para o funcionamento da Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo (EPTA), com instalação concluída desde dezembro de 2014. A Prefeitura está contratando, em caráter emergencial, uma empresa terceirizada com profissionais para operacionalizar a EPTA. Segundo ele, o contrato está assinado, com ordem de serviço emitida, restando apenas uma autorização do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta). A expectativa é que essa liberação ocorra dentro de 8 e 9 dias. A EPTA irá oferecer às aeronaves que pousam e decolam no aeroporto condições de operação por instrumentos (hoje a operação é em condição visual), aumentando as condições de segurança.
O Município também reforçou que a Passaredo Linhas Aéreas começará a operar com voo direto entre Rondonópolis e Brasília (DF). Segundo consta no site da empresa na internet, os voos diretos para Brasília começarão a partir de 06 de julho próximo. Hoje a Passaredo já atua com voo direto entre Rondonópolis e Ribeirão Preto (SP).
Argemiro reforçou que o Município tem trabalhado paulatinamente para melhorar as condições de operação do Aeroporto Municipal de Rondonópolis. Segundo ele, todas essas e outras ações em curso vão garantir mais qualidade aos usuários do espaço.
OBRAS – Na semana passada, informações oriundas do Governo do Estado deram ciência da retomada das obras, para o mês de junho, no Aeroporto de Rondonópolis, envolvendo ampliação da pista de pouso e decolagem, construção da pista de taxiamento, entre outros. Contudo até agora, o Município ainda não foi comunicado oficialmente dessa retomada.

1 COMENTÁRIO

  1. Sempre utilizei o vôo de Rondonópolis para Maringá-PR. Sempre lotado! Sempre uma dificuldade pra comprar passagem… …tudo lotado! Não entendo essa “ausência de demanda”!
    Rondonópolis continua desconectada do mundo por causa da morosidade, ineficiência e alienação da classe política e do empresariado da cidade! Ninguém se mobiliza! Ninguém cobra ação por parte da Prefeitura!
    Uma vergonha!

  2. Claudionor concordo plenamente o que a Azul fez em retirar este voo foi absurdo, não vi nenhuma vez este voo vir vazio, o melhor itinerário que Azul tinha, Senhor Secretário, poderia verificar com a Azul o retorno deste voo.

  3. Porque não um voo de Rondonopolis/ Araçatuba ou Rondonopolis São José do Rio Preto,isso que é preciso,pois tem movimento de passageiros suficiente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here