O que é verdadeiramente meu?

1

Gilson  Lustoza de Lira- ecritor rondonpolitano- 07-05-11

Tenho um ensinamento profundo,
Só é meu o que posso levar do mundo.
O que tenho ao chegar, o que deixo ao morrer,
Deles só desfruto enquanto viver.

Um dia, eu não me iludo,
Sou obrigado a deixar tudo.
Assim, tenho o usufruto temporal,
Mas nunca tenho a posse real.

O que será que a mim se determina?
Nada para o uso corporal,
Tudo que se refere à alma é natural.

Assim o que a mim se destina,
É o que trouxe no início e levo no final:
A inteligência, o conhecimento, a qualidade moral

(*) Gilson Lira, escritor, poeta e membro da Academia Rondonopolitana de Letras

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here