O público presente teve a oportunidade de fazer questionamento a respeito das obras e também sobre a companhia aérea que estava operando na cidade mas suspendeu os vôos
O público presente teve a oportunidade de fazer questionamento a respeito das obras e também sobre a companhia aérea que estava operando na cidade mas suspendeu os vôos

Técnicos da Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana (SETPU) estiveram em Rondonópolis na noite de sexta-feira (16) para apresentar a situação das obras de melhoria e ampliação no Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco. Todas as obras nas pistas de pouso e decolagem, taxiamento, estacionamento das aeronaves e a instalação dos equipamentos de segurança de vôo poderão ficar prontas em dezembro, conforme informou a empresa que está realizando a obra.
O secretário adjunto da SETPU, José Márcio Guedes, explicou que a empresa que está trabalhando no aeroporto foi contratada para aumentar a extensão da pista de pouso e decolagem, que ficará com 2260 metros de cumprimento e 45 metros de largura, aumentar o tamanho da pista da taxiamento para 2022 metros e o pátio das aeronaves.
O cronograma da empresa consta o término das obras para maio de 2015, porém após um pedido do governo do Estado, o ritmo dos trabalhos foi acelerado. Homens e máquinas seguem o serviço até as primeiras horas da noite, com isso a empresa pretende entregar tudo até dezembro.
Ainda segundo o secretário, a aquisição dos equipamentos de segurança de vôos, como o PAPI, e a readequação da iluminação da pista serão executadas diretamente pelo governo do Estado e repassadas para o aeroporto municipal. No caso do PAPI, já está sendo licitado.
A vinda do secretário José Márcio Guedes e também do Jairo Pradela (Secretaria de Estado de Turismo) para conversar com a comunidade local ocorreu por uma iniciativa do presidente da Associação Comercial Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), Luiz Fernando Homem de Carvalho – Luizão. Como representante da classe, ele acredita que a cidade precisa ter uma resposta quanto à execução das obras e a aplicação dos recursos públicos na cidade.
“As coisas acontecem e a sociedade não fica sabendo o motivo. Queremos ver a nossa cidade e a região toda se desenvolver, recebendo novos empreendimentos, abrindo postos de trabalho. Tudo isso contribui para o fortalecimento da economia e aumento de renda dos trabalhadores”, comentou Luizão.
Além dessas obras, existe a possibilidade de Rondonópolis ser contemplado com o programa de investimento em aeroportos no interior, do governo federal, conforme comentou o engenheiro José Carlos Ferreira da Silva, da gerência aeroviária e hidrovia de Mato Grosso.
O público presente teve a oportunidade de fazer questionamento a respeito das obras e também sobre a companhia aérea que estava operando na cidade mas suspendeu os vôos.
Os vereadores Thiago Silva e Mauro Campos, representantes do Observatório Social, Rotary Clube, Comitê Pró-rodovias, presidentes de bairro, diretores da ACIR acompanharam as explanações e participaram com perguntas.
PÁTIO DE AVIÕES
Conforme o jornal A TRIBUNA noticiou em sua edição de quinta-feira passada, a empresa responsável pelas obras do aeroporto está trabalhando para entregar a ampliação do pátio de aeronaves até o próximo dia 10 de junho, visando atender a demanda advinda de aeronaves particulares com a Copa do Mundo de Futebol, se tornando uma alternativa ao Aeroporto de Várzea Grande/Cuiabá.

1 COMENTÁRIO

  1. ESTE GOVERNO DA PROMESSA, NÃO VAI CUMPRIR O PROMETIDO SOB A SITUAÇÃO DO AEROPORTO DE RONDONOPOLIS, MAIS UMA PROMESSA QUE NÃO SERA CUMPRIDA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui