–> LIBERADO –> O município de Rondonópolis cresce a passos largos e, por isso, atender todas as demandas de serviços advindas desse processo é um dos principais desafios. Com mais de 200 mil habitantes e a ferrovia perto de chegar, o novo prefeito de Rondonópolis enfrentará pressões diversas, seja de melhorar a infraestrutura dos bairros e das áreas industriais, de intensificar o planejamento, de ampliar o sistema de saúde, de readequar e destravar o trânsito, entre outras. Faltando uma semana para o dia das eleições, o Jornal A TRIBUNA ouviu representantes de várias entidades e setores do município acerca das ações/áreas a serem priorizadas na próxima administração.

 

 

 

 

 

Entidades apontam prioridades na gestão

O povo precisa de saúde, educação e segurança. Se conseguir avançar nessas três áreas, já fez bastante. Outra coisa que precisa priorizar em Rondonópolis é trazer investimentos, indústrias e empresas para a cidade crescer, para que tenhamos uma cidade sempre alvissareira e pujante. A Prefeitura não pode ficar às margens desse processo, se não as indústrias vão para outras cidades. Mas acho que a saúde será o setor que vai haver bastante dificuldade. O povo precisa ser bem atendido e não é… Muitas vezes, para marcar um exame demora 90 dias ou mais.

Pastor José Genésio da Silva, presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus.

Os distritos industriais de Rondonópolis precisam ser priorizados, porque são locais onde estão as empresas que mais geram impostos e empregos para a cidade. As entradas e o visual da cidade precisam ser valorizados, porque não têm uma identidade e são muito feias. É perigoso alguém passar por aqui e não saber que esteve em Rondonópolis. Acima de tudo, é preciso haver um enxugamento da máquina pública, porque não sobram recursos para investimentos em várias áreas. A máquina pública está muito inchada.

Edson Ferreira, presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR).

Primeiro, é preciso haver a valorização da pessoa humana, no sentido da dignidade através de programas para que as pessoas da periferia consigam subir um pouco. Segundo, a cidade deve ter um planejamento de curto, médio e longo prazo. O administrador não pode olhar o município apenas em quatro anos, mas em 08, 12 anos e até mais anos. Terceiro, deve priorizar programas para a adolescência e juventude, que não podem continuar abandonados como estão. Praticamente não há programas esportivos, culturais e de qualificação para essa faixa etária.

Dom Juventino Kestering, bispo da Diocese Católica de Rondonópolis

Em primeiro a saúde, porque está um caos. Em segundo, o trânsito porque também está um caos, principalmente no centro da cidade. E a segurança, que melhorou, mas precisa avançar mais ainda. Acredito que o grande desafio da próxima administração será fazer uma política para todos, unindo a classe política local e estadual. Na verdade, conseguir essa unidade entre Prefeitura e Governo do Estado, todos trabalhando em prol da comunidade.

Eliane Queiroga, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL)

Tem que melhorar a infraestrutura dos serviços públicos, como saúde, transporte urbano, entre outros. Fala-se tanto em estruturar o nosso aeroporto e, se ocorrer um acidente aéreo, onde vamos atender os feridos? A ferrovia está chegando e a infraestrutura para esse investimento? Até hoje nunca nos preparamos. Os distritos industriais são vergonhosos de se levar um visitante. Recentemente, dois caminhões meus atolaram dentro do distrito industrial. Uma cidade do porte de Rondonópolis tem tumulto no trânsito nos horários de pico… São questões simples de resolver e causam transtornos. Nós, empresários, não precisamos da ajuda do governo, basta que ponha em ordem suas responsabilidades.

Miguel Weber, presidente do Sindicato Rural de Rondonópolis]

São tantas questões… Não dá para esquecer a saúde, porque existe uma desorganização no sistema, que está muito disperso e não está compatível com o tamanho da cidade. A educação, que precisa melhorar em termos de qualidade, priorizar a melhora dos índices. Precisa manter e ampliar a nossa segurança, com a secretaria municipal. Em termos de obras de infraestrutura, está precisando destravar a cidade, a travessia urbana da BR-364, melhorar da imagem do município no seu acesso e nas vias principais, construir a Avenida Beira Rio, batalhar pela ponte na Rua Arnaldo Estevan… Além disso, existem muitos quebra-molas na cidade.

Elmo Bertinetti, presidente do Comitê Pró-Rodovias

Acho que um ponto que deve ser priorizado é a criação de corredores viários, principalmente dos bairros para o Centro. É preciso fazer com que Rondonópolis se torne um pólo educacional, de fato, para que a cidade tenha mais cursos. Rondonópolis também precisa se consolidar com um pólo de indústrias. Então, primeiro, fazer um redimensionamento do sistema viário. Segundo, investir no fortalecimento educacional para que os filhos da cidade façam universidade aqui. Rondonópolis tem um grande número de jovens, mas é preciso mão-de-obra preparada. Em terceiro, a implantação de um pólo industrial forte, voltado para geração de empregos para a população local.

Nildeson Cândido da Silva, secretário-executivo do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública de Rondonópolis (GGI)

Primeiramente, é necessária uma transparência administrativa, seja nas licitações, nas contratações, na condução das obras, com maior acesso dos cidadãos em todo o processo… Em termos de visual, a cidade é muito feia, comparando com outras cidades. As entradas de Rondonópolis não têm nada de beleza, não têm atrativos, possuem obras mal feitas. Uma rotatória na MT-270 foi construída e, na primeira chuva, o asfalto foi levado. A cidade precisa melhorar sua imagem, ter melhor arborização, flores… O visual da cidade precisa ser melhor cuidado.

Plínio José Feix, doutor em Ciência Política, professor de História na UFMT.

 

* Esta enquete não tem valor científico, sendo feita deforma aleatória

Confira as principais propostas dos candidatos

Saúde:
Recuperar a autoestima dos funcionários, a valorização de todos os servidores da saúde, com a reestruturação do PCCS.
Avançar na realização de concurso público, pra diminuir a precariedade do vínculo trabalhista.
Contratação imediata de médicos, pagando salários atrativos.
Acabar com os plantões médicos por R$ 700,00 no PA, instituindo plantões de no mínimo R$ 1.300,00.
Construção de 04 UPAs 24 horas na regiões do Jardim Atlântico, Vila Olinda, Conjunto São José e Jardim Iguaçu.
Unificar o PA e a UPA, no Monte Líbano, logo após a construção das 02 primeiras UPAs.
Construção do Hospital Municipal de médio/grande porte na região central.
Adequação do Ceadas, ampliando os atendimentos.
Ampliar o convênio com o Cedir, para maior celeridade e resolutividade nos exames.
Construção de uma Farmácia Popular.
Melhorar a infraestrutura do Samu, com médico regulador.
Reestruturação dos PSFs existentes na cidade.
Criação do Programa do Centro Odontológico, com serviços de restauração, canal e prótese.
Trânsito:
Atuar fortemente em programas de educação para o trânsito, com palestras e eventos para sociedade.
Investir intensamente no transporte coletivo, abrindo corredores ligando as regiões norte a sul e leste a oeste da cidade.
Implantação de ônibus articulados nesses corredores principais do transporte coletivo.
Criação de ciclovias nas Avenidas Goiânia, Lions Internacional e Bandeirantes.
Reestruturação da Avenida Bandeirantes, com nova arborização e nova ciclovia.
Dobrar a implantação de semáforos sincronizados.
Ampliar a oferta de linhas de ônibus entre bairros e Centro, para desafogar fluxo de veículos nas vias.
Subsidiar a tarifa do transporte coletivo.
Criação de amplo terminal de ônibus urbano na antiga área do pátio de obras da Prefeitura, com praça de alimentação, posto médico e outros.
Construção de mais 03 pontes no Rio Arareau.
Meta futura de construção de nova ponte no Rio Vermelho, concluindo o anel viário.

Saúde:
Dentro das propostas de governo do candidato Ananias Filho, a saúde é apontada como uma das suas prioridades.
O candidato firmou um contrato entre o município e uma clínica privada para zerar a fila de mamografia existente há mais de dois anos. Em 15 dias, foram realizados 330 exames.
O Rede Cegonha, um projeto do governo federal, com readequações para a realidade da mulher rondonopolitana beneficiando as gestantes e os bebês da cidade.
Ananias pretende, em parceria com os governos federal e estadual, construir o Hospital Municipal e trabalhar por um atendimento descentralizado, mais humanizado e eficiente.
A Policlínica da Vila Operária vai ser reconstruída.
Novas Unidades de Pronto Atendimento, UPAS, serão entregues à população.
Apoio a implantação do curso de medicina na UFMT Rondonópolis.
Ananias também diz se preocupar com a saúde da terceira idade. Para isso ele tem a proposta da criação da Creche do Idoso, um espaço de integração e qualidade de vida.
Trânsito:
Dar sequência ao trabalho de reordenamento e mobilidade que iniciou com as novas rotatórias, semáforos e vias de acesso – como a ponte da 13 de Maio.
Construção de 3 novas pontes, na Arnaldo Estevão, Jardim Primavera e uma nova ponte sobre o Rio Vermelho, ligando a av. Lions Internacional às BRs.
O candidato tem pronto o projeto de duas vias expressas que vão facilitar o deslocamento de todos pela cidade: a avenida Beira-Rio, margeando todo o rio e valorizando as belezas naturais, e a avenida W11, uma via de trânsito rápido com duas  pistas e canteiro central, além de equipamentos como ciclovia, bancos e jardins. A W11 vai ligar o Residencial Terra Nova ao Residencial Paraíso, na divisa com o Jardim Atlântico.
O plano de governo também contempla a questão do estacionamento no Centro, com a retomada do Rotativo Rondon.
Também contempla o transporte público, com o asfaltamento de todas as linhas de ônibus e a implantação de novos pontos, com cartazes informativos com os horários e linhas.

Saúde:
– A meta é implantar mais 10 PSFs e cobrir toda a cidade.
– Descentralizar o atendimento, com a construção de duas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) nas regiões da Vila Olinda e Jardim Atlântico. Com a conclusão da UPA já em construção, o PA (Pronto-Atendimento) poderá se tornar Hospital Municipal, de fato.
– Ampliar a Policlínica da Vila Operária.
– Investir na ampliação da Fábrica de Remédios e na criação do serviço “moto-saúde”, para entrega dos medicamentos na casa dos pacientes.
– Implantar Centro de Especialidades Odontológica.
– Implantar a Rede Cegonha, em parceria com o Governo Federal, visando a redução da mortalidade infantil e materna.
– Implantar novo centro de reabilitação integral com equipamentos de última geração.
– Investir na instalação de novos laboratórios e implantar um centro de diagnóstico de imagens, para dar mais agilidade aos procedimentos.
– Contratar mais médicos e profissionais de Saúde.
– Realizar concurso e criar o PCCS específico para servidores da saúde.
– Adotar critérios técnicos na nomeação de cargos de chefia (inclusive secretário).
– Humanizar o atendimento e premiar os servidores que tiverem melhor desempenho.
Trânsito:
– Sinalizar e reordenar as principais ruas e avenidas troncos.
– Implantações de novos semáforos, inclusive nas ruas de maior movimento nos bairros.
– Implantar mais ciclovias.
– Implantar motovias em ruas e avenidas de maior movimento.
– Criação de faixas exclusivas para ônibus, visando dar mais agilidade e pontualidade.
– Criação de novas linhas, ampliação do número de ônibus, veículos climatizados e com elevadores para atender PNEs.
-Asfaltar todas as linhas de ônibus.
– Construção da Avenida Beira Rio.
– Criação da ‘Avenida da Alegria’ na região do córrego Canivete.
– Conclusão do Anel Viário, visando a retirada de circulação de carretas na região central da cidade.
– Fortalecer a atuação do Conselho Municipal de Trânsito e garantir transparência máxima em todas as decisões.
– Fazer funcionar e utilizar o videomonitoramento para auxiliar no controle do tráfego urbano.
– Promover concurso público e acabar com o ‘empreguismo’ na Setrat.
– Investir na educação para o Trânsito.
– Investir no planejamento para superar problemas existentes e preparar a cidade para o futuro.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui