Infidelidade – mito e verdade

É bom ter em mente que quanto mais ciúme se sente em relação ao parceiro(a) mais chances há de este parceiro(a) se envolver com outra pessoa. Em quase todos os relacionamentos existe a ideia de posse sobre a pessoa amada.

É possível que surja daí a fantasia da fidelidade, que é uma “espécie de acordo” mútuo, com objetivo de sentirem-se amados com exclusividade.

Este sentimento de posse desencadeia uma série de comportamentos que acabam afastando o casal.

Com a convivência, surgem as cobranças das partes, deixando de lado as doces palavras de amor e de paixão. Fica como pauta: empregada, gás que acabou colégio das crianças…

Em tempos remotos, quando geralmente ninguém se casava por amor, o papel da mulher era a procriação. Quanto ao homem, se quisesse poderia satisfazer suas fantasias sexuais com outras mulheres.

Mas, com o passar do tempo, surge a ideia da monogamia, como forma de controle aos impulsos sexuais. Com um piscar de olhos é incorporada à religião, que imediatamente se posicionou contra a infidelidade.

A partir do século XI (tomando como base estudos da História Crítica da Sexualidade) mulher que era infiel a seu marido, com consentimento da Igreja, era apedrejada em praça pública. Nos dias que correm, países islâmicos ainda se utilizam de práticas semelhantes.

Desgaste de relacionamento chega de mansinho. Há mais de um século Freud já falava na existência de dificuldade do ser humano, de associar a sexualidade ao amor, ao resto da vida. Ainda não temos certeza se esta dificuldade é mais da parte masculina ou feminina.

Inúmeros são os fatores causadores da infidelidade, como: desgaste do relacionamento, solidão, problemas financeiros, dificuldade de se ter com a parceira (o) o mesmo prazer que se encontra em uma relação extraconjugal. Este é o momento da famosa divisão: para o relacionamento sério (do lar) fica o amor e para outros relacionamentos… as fantasias, e o sexo sem limites.

A visão do homem e da mulher em relação a infidelidade se difere. O homem imagina que traiu quando leva outra para cama. A mulher, como é mais próxima das suas emoções, já sente que traiu quando se envolve afetivamente, mesmo sem nenhuma aproximação física. Enquanto o homem (geralmente) busca sexo nos relacionamento extraconjugal, a mulher parte em busca de romance, fantasias e sensualidade.

Mitos e Verdades:
Mito: dizer que a infidelidade apimenta a relação.

Verdade: ninguém gosta de ser enganado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here